Forças de segurança de MT retiraram de circulação 132 toneladas de entorpecentes entre 2019 e 2024

Apreensões refletem intensa atuação no combate ao tráfico de drogas e às organizações criminosas

Ações das forças policiais de Mato Grosso retiraram de circulação 132 toneladas de entorpecentes entre 2019 a maio de 2024, conforme dados do Observatório da Segurança Pública. As apreensões refletem a atuação intensa das forças de segurança no combate ao tráfico de drogas e no enfrentamento das organizações criminosas, seguindo a determinação do Governo de Mato Grosso de tolerância zero à criminalidade.

Desde 2019, com o fortalecimento da Segurança Pública, a quantidade de apreensões vem aumentando. O número de apreensões subiu ano a ano. De 2019 para 2020 subiu de 12,2 para 18 toneladas; em 2021 saltou para 31,1 toneladas; em 2022 foram 31,8 toneladas e, em 2023, 26,2 toneladas. Nos cinco primeiros meses deste ano já foram apreendidas 13 toneladas.

Uma das grandes apreensões ocorridas neste ano aconteceu no município de Conquista D’Oeste (530 km de Cuiabá), quando uma ação conjunta das forças de segurança resultou na apreensão de aproximadamente 500 kg de cocaína.

O entorpecente estava dividido em 15 fardos que continham a imagem da suástica, símbolo do nazismo. Além disso, as forças de segurança também apreenderam duas caminhonetes e causaram aproximadamente R$ 9 milhões de prejuízo ao tráfico de drogas. O secretário de Segurança Pública, coronel César PM Roveri destacou que os investimentos realizados durante a gestão do governador Mauro Mendes foram fundamentais para o aumento na quantidade de apreensões observada ao longo dos anos.

“O fortalecimento das ações repressivas e ostensivas foi aprimorado com a aquisição de novas viaturas, armamentos modernos, estrutura adequada, modernização de sistemas e implantação de videomonitoramento, entre outros recursos. Esses investimentos possibilitaram o fortalecimento das forças de segurança, a realização de mais operações integradas e, consequentemente, o aumento das apreensões de entorpecentes”, afirmou.

As apreensões foram realizadas tanto em ações individuais das instituições estaduais quanto em operações integradas com a Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Exército Brasileiro e Agência Nacional de Inteligência.

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta