Reunião de Bolsonaro para falar sobre ‘segurança das urnas’ encerra sob aplausos de embaixadores

Ao contrário do que foi propagado por perfis das redes sociais, Bolsonaro recebeu, sim, salva de palmas.

O presidente Jair Bolsonaro (PL) se reuniu com embaixadores estrangeiros nesta segunda-feira (18) para falar sobre apuração, segurança e transparência das urnas eletrônicas. O encontro aconteceu no Palácio do Alvorada, em Brasília.

Além das urnas, Bolsonaro reiterou críticas aos representantes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Segundo ele, há uma grande resistência para estabelecer diálogo, especialmente quando se trata de atender a pontos cobrados pelas Forças Armadas. Militares também têm questionado a segurança do pleito.

Durante a abordagem, o mandatário mencionou um inquérito aberto pela Polícia Federal (PF) em 2018, dizendo que “hackers ficaram por oito meses dentro dos computadores do TSE”.

“Tudo que vou falar aqui está documentado, nada da minha cabeça. O que mais quero por ocasião das eleições é a transparência. Queremos que o ganhador seja aquele que realmente seja votado”, completou.

Ao final da apresentação, o presidente agradeceu a todos que compareceram e recebeu aplausos dos embaixadores presentes.

Nas redes sociais, opositores do governo federal compartilharam um vídeo em que não é possível ouvir os aplausos. Diversos perfis afirmam que o chefe do Executivo federal foi desprezado ao concluir o ato.

No entanto, o material em questão está sem som. Ao analisar outros registros, é possível ouvir nitidamente a salva de palmas das autoridades presentes. Além disso, diversos ângulos das câmeras também mostram os embaixadores gesticulando em sinal de aplauso.

Na reunião, ministros do governo como Carlos França (Relações Exteriores), Ciro Nogueira (Casa Civil), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria-Geral) e Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) marcaram presença.

Fonte: Aliados Brasil – aliadosbrasiloficial.com.br

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta