‘Tempo vai passar e Djokovic entrará para a história como um dos maiores defensores da liberdade’, diz Ana Paula

Tenistas de diferentes nacionalidades saíram em defesa de Novak Djokovic após deportação; programa Os Pingos Nos Is comentou

Tenistas de diferentes nacionalidades saíram em defesa de Novak Djokovic após ele ter sido deportado da Austrália.

A Justiça australiana rejeitou recurso da defesa do atleta neste domingo, 16, e manteve a suspensão do visto de entrada no país. O sérvio entrou no país sem se vacinar contra a Covid-19 e foi considerado como risco à saúde pública. O americano John Isner manifestou apoio ao tenista nas redes sociais. “Ele é uma lenda absoluta e trouxe tanto bem para milhões ao redor do mundo. Isso não está certo”, escreveu. “Eu sei muito pouco para julgar a situação. O que eu sei é que Novak é sempre o primeiro a defender os jogadores. Mas nenhum de nós o defendeu. Seja forte, Novak”, disse a francesa Alizé Cornet.

Ana Paula Henkel, comentarista do programa Os Pingos Nos Is, da Jovem Pan News, também saiu em defesa do atleta. “O tempo vai passar e Djokovic vai entrar para a história como um dos maiores defensores da liberdade em tempos sombrios”, disse. “Eu acredito que Djokovic não esteja mais preocupado em participar desses torneios de tênis. Ele já é um grande campeão. Esses homens entrarão para os livros e para as páginas de história não só como grandes atletas, mas como figuras importantíssimas, como soldados que estão na trincheira da sagrada defesa pela liberdade”, completou.

Fonte: Jovem Pan – (Por Os Pingos Nos Is)

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta