Filme mato-grossense “Operação Ozônio” estreia nesta sexta-feira, no Teatro Zulmira

Obra, contemplada pela Lei Aldir Blanc, é para toda a família e convida espectador a cuidar do meio ambiente.

O Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros receberá o primeiro lançamento de filme desde a pausa em razão da pandemia: o mato-grossense ‘Operação Ozônio’, de Bellamir Freire, com roteiro de Sebastião Moreira. A estreia será nesta sexta-feira (5), às 19h30, classificação livre e a entrada é solidária: dois quilos de alimentos não perecíveis. Para assistir ao trailer, basta clicar neste link.

A película tem 57 minutos, é classificada como “para toda a família” e se passa em Mato Grosso, com cenas gravadas em Primavera do Leste, Barra do Garças, Poconé e Chapada dos Guimarães, para destacar a riqueza e beleza da flora e fauna mato-grossenses ainda existentes em 2021.

O telefilme é um convite à reflexão acerca do necessário cuidado do meio ambiente enquanto é tempo e, para isso, usa de elementos da ficção científica, muitos efeitos visuais e, por quê não?, um portal de viagem pelo tempo.

Segundo o principal roteirista, Sebastião Moreira, a história se passa em 2050, quando Jason, um físico nuclear, busca soluções para o planeta Terra, que se encontra em total devastação. Ele constrói uma máquina do tempo e sete crianças são enviadas ao passado, o ano de 2021, na esperança de corrigir algo, enquanto há tempo, e salvar o futuro do grande desiquilíbrio ambiental. Nas investigações do grupo infantil, há uma vilã, Morgana, que poluía nascentes das águas por pura ganância.

O diretor Bellamir Freire, cineasta de São Paulo, veio a Mato Grosso especialmente para preparar os atores-mirins que compõem o projeto e coletar as imagens e aqui passou 20 dias. Volta à capital para o lançamento. Ele também participou da readequação do roteiro aos recursos disponíveis. “No futuro [ano de 2050], a gente mostra que está tudo destruído, tudo queimado e a vida humana está em extinção. As crianças do futuro ensinam as do passado [2021]. Elas percebem que, em 2021, ainda temos a natureza bela. É um filme educacional, se as pessoas se permitirem ser sensibilizadas”, contextualiza.

‘Operação Ozônio’ tem prevalência de elenco mirim, justamente porque nasceu da instituição “Primajovens”, do município de Primavera do Leste, projeto social que atende 400 crianças e adolescentes e onde Sebastião Moreira é instrutor de audiovisual, para uma turma de aproximadamente 40 estudantes. “Com esses alunos, desenvolvi um roteiro sobre desiquilíbrio ambiental e decidimos buscar recursos para produzir um filme”, conta o roteirista e produtor.

Diante do desafio, o projeto se inscreveu em edital da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer de Mato Grosso (Secel/MT), que foi contemplado e financiado com recursos da Lei Aldir Blanc.

“Nesse projeto, eu quis aproveitar todos os alunos da sala. Fiz uma preparação com eles por mais de dois anos até estarem preparados para gravar e, graças a Deus, chegou o dia”, manifesta expectativa com a estreia.

“O Primajovens é uma ação social muito importante e ficamos muito felizes de ver um projeto tão bonito se materializar e podermos abrir as portas para esta estreia. Assim, incentivamos o trabalho dessas crianças, dessa equipe, oferecemos um programação mato-grossense para nossa plateia e ainda incentivamos o cinema brasileiro”, comentou a diretora da Assembleia Social, gestora do Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros, Daniella Paula Oliveira.

Depois da estreia no Teatro Zulmira, o filme será exibido no dia 07, no Shopping Rondon Plaza, em Rondonópolis; no dia 08, no Cine Teatro Vila Rica, em Primavera do Leste; e nos dias 09 e 10, no Anfiteatro e Cinema de Barra do Garças.

Mais informações, pelo telefone (66) 9 9603-5294.

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta