A imprensa brasileira pode ter matado mais de 250 mil pessoas na pandemia

Mais um estudo científico comprovando um medicamento que foi extremamente atacado pela mídia brasileira e que poderia ter evitado milhares de mortes.

Nos últimos dias mais uma meta-análise de ivermectina foi publicada e comprovou o uso deste medicamento. O estudo da “Open Forum Infectious Diseases” da universidade de Orford, mostrou 56% na redução de hospitalidade e recuperação favoravel após o uso do medicamento. A pesquisa é assinado por grandes cientistas das seguintes universidades: Universidade de Liverpoool, Hospital of Wiles, College London Hospital, Chelsea and Wiminster Hospital, Orford e Imaperal College.

Estudos como este já foram desenvolvidos e continuam a ser, evidenciado que medicamentos que foram negativados pela mídia e por muitos administradores públicos são eficazes no tratamento da COVID-19. Se medicamentos como a ivermectina estivessem sido adotados desde o início da pandemia, mais de 250 mil mortes poderiam ser evitadas.

Fonte: Pauta Independente (Por Maria Fernanda Senna – pautaindependente.com.br)

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta