Russi participa de entrega de cartões do Ser Família Emergencial

O benefício financeiro será creditado a partir do dia 8 de maio e está sendo concedido em parceria com a Assembleia Legislativa

Em sua participação na primeira entrega dos cartões do Ser Família Emergencial, durante a manhã de quinta-feira (29), em Cuiabá, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Max Russi (PSB), reforçou a importância da ação imediata da rede de proteção social no atual momento, em que famílias de baixa renda sofrem os reflexos das medidas restritivas do combate à pandemia. “Nós precisamos olhar por essas famílias, por essas pessoas que mais precisam”, reafirmou.

Conforme a Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), o auxílio de 150 reais será creditado no cartão de cada beneficiado a partir do próximo dia 8 de maio. Um alívio para o pedreiro José Arnaldo dos Santos (65), morador do Bairro Doutor Fábio, que teve sua renda familiar afetada após o início das restrições sanitárias.

“Minha profissão é de pedreiro, mas com essa pandemia eu fiquei sem serviço. Essa está sendo uma época difícil, muita gente desempregada e muitos que perderam a sua renda. Esse benefício chegou na hora certa e vai me ajudar muito”, comemorou.

Para Silvana Coelho (35), que está desempregada há 3 anos, essa é uma ajuda vinda em boa hora. Com um filho de 5 anos e o marido ganhando apenas um salário mínimo, a dona de casa vai utilizar o benefício para reforçar a compra de alimentos. “Reforçar a compra do arroz, do feijão, até porque hoje em dia tudo está caro”, assegurou.

A entrega inicial dos cartões do Ser Família Emergencial aconteceu na Escola Estadual Profº João Crisóstomo De Figueiredo, no Bairro Doutor Fábio II, e contou com a participação do governador Mauro Mendes, primeira-dama Virgínia Mendes, secretária da Setasc, Rosa Maria, e autoridades civis e militares.

O benefício financeiro será concedido por meio de parceria com a Assembleia Legislativa. Ao todo, serão aportados investimentos na ordem de R$ 45 milhões nesse programa, sendo R$ 35 milhões dos cofres do estado e R$ 10 milhões disponibilizados pelo Legislativo, relativos à devolução de parte do duodécimo.

Para o presidente da Casa de Leis, que atua fortemente no social desde sua primeira legislatura, a sensibilidade do Executivo e o olhar da primeira-dama estão sendo essenciais para que esse auxílio financeiro alcance o máximo de famílias em situação de vulnerabilidade e que ainda não tenham sido alcançadas por nenhuma rede de proteção social.

“São mais de 100 mil famílias, nos 141 municípios, que estão precisando muito de auxílio financeiro. Essa é a união entre estado, Assembleia, olhar social da primeira-dama Virgínia Mendes e toda a equipe da Assistência Social. Eu quero continuar e estar junto sempre em ações como essa, que levam alento às famílias que mais precisam”, complementou.

Quem terá direito ao Ser Família Emergencial

  • o Ser Família Emergencial será concedido às famílias com renda mensal per capita de até R$ 89;

  • o auxílio abrangerá beneficiários em situação de pobreza e extrema pobreza, inscritos no Cadastro Único das Políticas Sociais Brasileiras do Ministério da Cidadania (CadÚnico), e também inscritos no Programa Bolsa Família;

  • somente será permitida a concessão de um benefício por família;

  • terão preferência na concessão do benefício, as famílias consideradas em estado de extrema pobreza;

  • o pagamento do benefício será feito preferencialmente à mulher;

  • o auxílio será destinado exclusivamente para compra de alimentos, sendo proibida a aquisição de bebidas alcoólicas, produtos à base de tabaco, cosméticos e combustíveis.

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta