Eclipse solar pode ser observado em MT nesta segunda

“É imprescindível que tenha proteção para a observação, pois a visualização do eclipse a olho nu pode causar cegueira”

Nesta segunda-feira, 14 de dezembro, o mundo presencia um fenômeno raro: o eclipse total do sol. No entanto, em Mato Grosso ele poderá ser visto apenas parcialmente em cidades mais ao sul do Estado. A cobertura do sol pela lua ocorrerá no oceano Pacífico e sua totalidade poderá ser vista em poucas partes do globo.

De acordo com a doutora em astronomia, Telma Couto o eclipse solar ocorre quando o sol, a lua e a terra ficam alinhados no sistema solar. Nessa caso, as cidades mais ao sul serão comtempladas por uma faixa maior de cobertura do sol, por estarem mais próximas do ponto de alinhamento.

“Em Mato Grosso, cidades situadas mais ao norte como Alta Floresta, Aripuanã e Guarantã do Norte, entre outras, não poderão observar esse eclipse parcial do Sol, porém, ele será observável em Cuiabá, e, as localidades mais ao sul do estado, como Rondonópolis, que terão uma melhor visibilidade do fenômeno”, explica a estudiosa.

Em Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá), a faixa de cobertura do sol chegará a 19% em seu ápice. Para observar o fenômeno é recomendado que a pessoa observe o céu 10 minutos antes do ponto máximo do eclipse. Também é imprescindível que tenha proteção para a observação, pois a visualização do eclipse a olho nu pode causar cegueira.

A astrônoma recomenda como alternativa de proteção o uso de um vidro de máscara soldadora número 14, no mínimo. Também é importante que não se observe o eclipse por mais de 15 segundos seguidos. A cada observação é necessária pausa de um minuto para se evitar danos aos olhos.

O eclipse começa em horários diferentes em cada região e também a proporção coberta do sol é distinta dependendo da localidade em que o observador esteja. Em Água Boa (730 km a leste) o fenômeno começa em 12h59 e atinge seu ponto máximo ás 13h57, com 11% do sol coberto. Em Rondonópolis 19% do sol fica escondido pela lua e o eclipse começa às 11h36, com ápice em 12h38. As cidades são apenas exemplos, moradores de várias outros municípios poderão ver o eclipse em diferentes intensidades.

O próximo eclipse observado do Brasil ocorrerá em 14 de outubro de 2021 e será do tipo anelar. Isso ocorre quando o disco solar fica quase todo coberto pela Lua, exceto por suas bordas, e o fenômeno é conhecido como “anel de fogo”.

Fonte: GD (Por Jessica Bachega)

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta