Botelho destaca ações durante entrevista à rádio

Ele participou de programa em emissora de Cuiabá que entrou no ar na semana passada

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), foi o entrevistado do programa Bom Dia Conti, da Rádio Conti Cuiabá, sob o comando da radialista Patrícia Estefany e com o mediador jornalista Andersen Navarros. Essa é 14ª emissora da Rede Conti, 103.7 FM, que entrou no ar no último dia 16. Botelho também foi recepcionado pelo diretor-geral, Rodrigo Barbosa, e pelo diretor comercial e relações públicas, Emerson Enciso.

O bate-papo com Botelho contou também com participações de radialistas que atuam no interior de Mato Grosso, com questionamentos marcados por temas relevantes, a exemplo da situação da saúde; agricultura familiar e política. Também foi abordado o enfrentamento da pandemia, momento em que Botelho explicou que ainda se recupera de sequelas deixadas pela Covid-19, como a perda do olfato. Informou que aguarda o posicionamento da comissão especial de saúde da ALMT sobre o controle da pandemia, para avaliar o retorno das atividades de forma presencial no Parlamento, cuidados necessários para conter a proliferação do coronavírus.

Sobre as perspectivas para 2021, disse que, após um ano desafiador, o ano novo tende a ser positivo, haja vista as ações da ALMT que promoveram a retomada da economia, colocando Mato Grosso à frente de muitos estados brasileiros, mesmo diante de um cenário difícil em decorrência à pandemia.

Agronegócio, agricultura familiar e meio ambiente foram destaques. Lembrou a parceria da Assembleia Legislativa com o Congresso Nacional para proteger o meio ambiente e já trabalham a criação do Estatuto do Pantanal, para evitar tragédias como a que ocorreu neste ano queimando grande parte do bioma.

Destacou a importância da descentralização da saúde para amenizar o sofrimento da população, especialmente dos que residem no interior e dependem de tratamento de alta complexidade. E citou o empenho dos deputados para reduzir gastos e devolver recursos para o governo do estado, que adquiriu ambulâncias e viaturas com essa ajuda. Expectativa é que encerre o ano com a devolução de R$ 90 milhões.

Botelho também voltou a defender a industrialização da produção mato-grossense como a saída para o crescimento e geração de emprego e renda, bem como a necessidade do fortalecimento da agricultura familiar. Disse que a construção da ferrovia pode ser o pontapé inicial para Cuiabá e, consequentemente, atrair indústrias ao estado. Ele é autor da Proposta de Emenda Constitucional 16/2020, que altera o artigo 131 da Constituição do Estado do Mato Grosso. Ela autoriza o governo a construir e explorar de forma direta a malha ferroviária no estado.

Outra grande iniciativa citada pelo parlamentar foi a criação do Observatório Socioeconômico, comissão especial criada para acompanhar de perto a situação dos setores econômicos durante a pandemia, por causa do isolamento social que impactou diretamente em todos os setores. Uma das saídas foi a liberação de linhas de créditos por meio da Agência de Fomento do Estado de Mato Grosso – Desenvolve MT.

Sobre a possibilidade de assumir uma cadeira no Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT), disse que não trabalha essa hipótese, mas que o futuro a Deus pertence, relembrando quando saiu da roça, estudou, trabalhou muito e ingressou na política. Neutro sobre os candidatos que disputam a Prefeitura de Cuiabá, no segundo turno, que ocorrerá no próximo domingo (29), Botelho finalizou clamando uma reflexão sobre as melhores propostas, salientando que é preciso ter compromisso com a capital, com a população.  “Quem ganhar por Cuiabá tem que ter compromisso de fazer por Cuiabá”, afirmou.

Deixe uma resposta