Problema de Cuiabá é gestão de má-fé, diz oposição que se uniu para encarar Emanuel

OPOSIÇÃO SE FORTALECE

Os vereadores Abílio Brunini (Podemos) e Felipe Wellaton (Cidadania) unificaram suas candidaturas para disputar a cadeira na Prefeitura de Cuiabá. O anúncio oficial foi realizado na frente do Palácio Alencastro, nesta sexta-feira (11).

A chapa sacramentou Abílio como candidato majoritário e Wellaton como vice, principal nome de oposição ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), eventual candidato da oposição.

Durante o discurso o vereador do Podemos chegou a afirmar que senão desviar o dinheiro dos recursos públicos, a verba seria o suficiente para suprir a necessidade da população. “Se não roubar, o dinheiro sobra. Não vai faltar remédio, não vai faltar saúde, não vai faltar dinheiro para educação”.

O pré-candidato a prefeito, Abílio ainda comentou sobre os secretários de Educação, Saúde e Procuradoria Geral do Município, que foram afastados por corrupção nesta gestão de Pinheiro. “O problema da Prefeitura de Cuiabá é a gestão de má-fé. Três secretários afastados por corrupção. A população ta sofrendo com má gestão”, enfatizou.

Wellaton também se manifestou sobre o trabalho de fiscalização da prefeitura realizado durante o mandado de vereador na Câmara Municipal. “Nós fizemos um trabalho de auditoria onde aponta que o prefeito pedalou R$326 milhões pra a próxima legislatura. Ninguém conhece a máquina pública mais que os vereadores, e conhecendo a máquina a gente consegue fazer gestão”, disse.

Na próxima semana, nos dias 15 e 16 de setembro, durante a convenção dos partidos a união das candidaturas será chancelada pelos correligionários das siglas.

Fonte: GD (Por Noelisa Andreola)

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta