Botelho oficializa saída temporária da AL para tratar de sequelas da covid em SP

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (AL), Eduardo Botelho (DEM), se afastará do cargo por tempo indeterminado, em decorrência das sequelas causadas em seu pulmão pela covid-19. A princípio, o parlamentar afirmou que seria 30 dias de licença.

Segundo Botelho, existem muitos casos de recaída após a covid e chegou a citar o caso do governador Mauro Mendes (DEM) que foi acometido por uma pneumonia como sequela da doença. “Vou me dedicar a isso, porque a sequela que fica no pulmão é muito grande, e preciso cuidar disso a exemplo do governador”, explicou.

Ele ainda ressaltou que não receberá salário para poder ficar afastado o tempo que puder.

Em sua ausência, o Parlamento estará sob comando do deputado João Batista (Pros), que é o segundo vice-presidente da Mesa Diretora. ” O deputado assume com toda a liberdade, fazendo o trabalho do seu jeito”, disse Botelho.

Para Batista, é necessário dar seguimento as propostas dos parlamentares, para que elas sejam debatidas e analisadas durante esse período.”Tenho consciência que a Casa é do povo e estaremos aqui conversando e analisando se utilizando dos aplicativos para que a população participe com a gente durante esse tempo”, pontuou.

Eduardo ficou internado durante 15 dias no hospital Sírio-Libanês em São Paulo por causa do coronavírus e chegou a ter 50% de seu pulmão comprometido. Ele volta para a mesma undiade de saúde para prosseguir com tratamento.

Fonte: GD (Noelisa Andreola)

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta