Lacalle Pou tem vantagem definitiva e é eleito presidente no Uruguai

Luiz Lacalle Pou atingiu vantagem definitiva e vence elegições presidenciais no Uruuai

O candidato opositor Luis Lacalle Pou, do Partido Nacional, atingiu nesta quinta-feira (28) uma vantagem definitiva na apuração da disputa presidencial contra o governista Daniel Martínez no segundo turno, na segunda apuração realizada pelo Tribunal Eleitoral do Uruguai.

A corte ainda não proclamou o presidente, já que é preciso apurar 25% dos circuitos eleitorais, mas vários dirigentes da coalizão governista de esquerda Frente Ampla admitiram a derrota de seu candidato.

“Saúdo e felicito o novo presidente da República”, publicou no Twitter Gonzalo Reboledo, dirigente da Frente Ampla.

Martínez também reconheceu a vitória de Lacalle Pou e a contagem dos votos continua. Estima-se que nesta sexta-feira (29) ou no sábado (30) o tribunal termine a contagem definitiva e Lacalle Pou seja proclamado oficialmente presidente eleito. Após reconhecer o resultado das eleições, Martínez afirmou que se reunirá amanhã com presidente eleito.

No Twitter, o Partido Nacional já comemora a eleição de Lacalle Pou. A posse acontecerá em 1º de março de 2020.

Quem é o novo presidente do Uruguai

Lacalle Pou, do Partido Nacional, tem 46 anos e é formado em Direito, mas nunca advogou. Desde os 24 anos se dedica à política e já foi deputado e senador.

Opositor ferrenho do atual governo, Lacalle Pou vem de uma família de políticos. É filho do ex-presidente do Uruguai Luis Alberto Lacalle, que governou de 1990 a 1995 e da ex-senadora Julia Pou. É bisneto de Luis Alberto de Herrera, um dos políticos mais influentes da história do Partido Nacional.

Lacalleu Pou concorreu à presidência nas últimas eleições, em 2014, quando perdeu, em segundo turno, para Tabaré Vázquez, da Frente Ampla.

Adiamento

O resultado parcial das eleições, publicado ainda no último domingo (24), apontava para um empate técnico. Lacalle havia recebido 48,71% dos votos (1.168.019 votos), enquanto Daniel Martínez, 47,51% (1.139.353 votos).

Mas, no Uruguai existe uma segunda contagem, mais demorada, que é a dos votos observados. Assim como no Brasil, cada eleitor deve votar em um colégio eleitoral específico. No entanto, quando isso não é possível, o cidadão tem o seu voto observado.

É o caso de uma pessoa que foi convocada a trabalhar de mesária em um colégio eleitoral diferente daquele em que está habilitada a votar. É um procedimento especial para que a validade do voto possa ser confirmada posteriormente.

Os votos observados nessa eleição eram 35.229. A diferença de votos entre Lacalle e Martínez era de 28.666 votos. Nesta quinta, com o avanço da apuração dos votos observados, Luis Lacalle Pou adicionou 3.090 votos, o que confirmou sua vitória numérica sobre Daniel Martinez.

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta