Bolsonaro diz que vai indicar ministro “terrivelmente evangélico” para o STF

Durante um culto na Câmara dos Deputados, o presidente afirmou que decisão é para dar “satisfação” aos brasileiros que o elegeram; entenda

Jair Bolsonaro
Clauber Cleber Caetano/PR

Bolsonaro foi a culto evangélico na Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (10)

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, na manhã desta quarta-feira (10), que um dos dois ministros que ele indicará ao Supremo Tribunal Federal (STF) será “terrivelmente evangélico”. A declaração foi feita durante um culto da Frente Parlamentar Evangélica na Câmara dos Deputados.

“O estado é laico, mas nós somos cristãos. Ou para plagiar a minha querida Damares: Nós somos terrivelmente cristãos. E esse espírito deve estar presente em todos os poderes. Por isso, o meu compromisso: poderei indicar dois ministros para o Supremo Tribunal Federal. Um deles será terrivelmente evangélico”, afirmou Bolsonaro.

O presidente também agradeceu a Deus por poder cumprir a “missão” ao lado de “pessoas maravilhosas”, fazendo referência aos deputados e senadores presentes. “Aí fora temos problemas, em grande parte, a solução passa por nós, e tenho certeza que, com o pensamento no bem, no próximo e naquele que nos deu a vida, nós daremos a devida satisfação a esses brasileiros maravilhosos que nos botaram dentro dessa casa”, completou.

Apesar de se declarar católico, Bolsonaro sempre teve os evangélicos como um de seus maiores apoiadores e já havia mencionado o desejo de escolher um ministro religioso para o cargo. Em maio, durante um evento da Assembleia de Deus em Goiânia, o presidente questionou o STF sobre o assunto. “Não me venha a imprensa dizer que eu quero misturar a Justiça com religião. Todos nós temos uma religião ou não temos. E respeitamos, um tem que respeitar o outro. Será que não está na hora de termos um ministro no Supremo Tribunal Federal evangélico?”, declarou na ocasião.

Fonte: Último Segundo

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta