Najila dá duas versões sobre segundo encontro com Neymar e não cita camisinha

Najila acusa Neymar de estupro

A modelo Najila Trindade, que acusa Neymar de estupro, deu duas versões sobre o segundo encontro com o jogador, durante depoimento na última sexta-feira (7). Segundo a TV Globo, inicialmente, a moça afirmou que gravou todo o encontro. Na sequência, mudou a versão e disse que parou de gravar porque tinha medo que Neymar descobrisse.

Najila presto depoimento à Polícia Civil, em São Paulo, por quase 6h na tarde da última sexta-feira (7). A modelo deu duas versões contraditórias sobre o segundo encontro que teve com o jogador, no dia seguinte em que teria havido o suposto estupro. Primeiro, a mulher afirmou a delegada Juliana Lopes Bussacos, responsável pelo caso, que teria gravado todo o encontro. Depois, quando iria ser feita a transcrição do depoimento, voltou atrás e relato que parou de gravar porque tinha medo que Neymar descobrisse.

A TV Globo ainda relatou que Najila foi contraditório para relatar a hora de chegada e saída do jogador e que afirmou aos policiais que marcou o segundo encontro porque estava revoltada e queria bater nele. Najila Trindade afirmou que não poderia entregar o vídeo completo a polícia porque ele estava em seu tablet, que teria sido roubado de seu apartamento. A modelo alega que teve a casa arrombada na última quinta-feira (6), mas não prestou queixa do roubo porque não sabe ao certo o que foi levado do apartamento – sentiu falta apenas do tablet, um relógio e um valor em dinheiro. A proprietária do imóvel nega. A polícia analisou as digitais na porta do apartamento da moça e só encontrou impressões delas e da empregada.

Já segundo a Folha de S. Paulo, no depoimento do dia 31, antes do caso ganhar as manchetes, Najila não teria relatado em nenhum momento que Neymar teria se recusado a usar camisinha. Na entrevista concedida ao SBT, na última quarta-feira (5), afirmou:

“Eu falei ‘você trouxe preservativo, porque eu não tenho’, e ele disse não. ‘Então não vai acontecer nada além disso’. Ele não disse nada, ele me virou, cometeu o ato, e eu pedi par ele parar. Enquanto ele cometia o ato, ele continuava batendo na minha bunda violentamente”, contou.

Fonte: Jovem Pan

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta