Prefeitura de Cuiabá busca diagnosticar a hanseníase e disfagia em idosos

Questionários para busca ativa de hanseníase e disfagia em idosos passam a ser aplicados por agentes comunitários. O objetivo é diagnosticar precocemente as duas doenças diminuindo os riscos de complicações.

A Prefeitura de Cuiabá está capacitando as equipes de Agentes Comunitários de Saúde (ACS), enfermagem e médicos para a realização de busca ativa de casos de Hanseníase e de disfagia em idosos (enfermidade que pode prenunciar doenças neurológicas graves).

Para identificação, os profissionais da saúde aplicarão um questionário de rastreamento durante as visitas domiciliares. O objetivo é a identificação precoce e o encaminhamento dos casos suspeitos, para avaliação e conduta médica o quanto antes, garantindo assim, a redução dos impactos negativos dessas graves doenças aos pacientes.

O Núcleo de Ampliado de Saúde da Família da Atenção Básica (NASF- AB) da região Leste está sendo o pioneiro a implantar a modalidade. Ao todo, foram capacitadas as equipes do Areão, Baú, Lixeira, Canjica, Terra Nova, Renascer, Pedregal e Praeiro.

De acordo com a assistente social do NASF-AB, Izabel Muller a qualificação das equipes faz parte do processo de educação permanente e continuada aos trabalhadores do SUS em busca da excelência nos serviços ofertados pela Atenção Primária em Saúde.

“Uma das frentes de trabalho da equipe de especialistas do Nasf-AB e Técnico pedagógica é exatamente qualificar e matriciar as equipes na ampliação do escopo de suas ações para atender às necessidades de saúde dos indivíduos em seu território. Dessa forma, essa nova estratégia nos auxiliará na identificação precoce da hanseníase e da disfagia orofaríngea. Queremos, sobretudo identificar estes casos o quanto antes para que os riscos de complicações sejam diminuídos”, frisou.

HANSENIASE

A Hanseníase é uma doença infecciosa que atinge a pele e nervos periféricos podendo levar a sérias incapacidades físicas. Ela é causada pela bactéria Mycobacterium leprae, também conhecida por Bacilo de Hansen, que dá origem a sua nova nomenclatura. Apresenta como característica o aparecimento de manchas na pele associadas à perda de sensibilidade, queda de pelos e ressecamento da área. Sua transmissão se dá por meio de convivência muito próxima e prolongada com o doente que não esteja em tratamento, por contato com as gotículas de saliva ou secreções do nariz.

A cura da hanseníase é mais fácil e rápida quanto mais precoce for o diagnóstico. Lembrando que o exame físico, diagnóstico e o tratamento são fornecidos gratuitamente nas Unidades de Saúde do Sistema Único de Saúde (SUS). Atualmente, o Brasil é o país em segundo lugar com mais casos da doença, atrás somente da Índia.

DISFAGIA

A disfagia compromete a deglutição, podendo resultar em desnutrição e desidratação. O paciente pode ser exposto ao risco de aspiração (quando o alimento vai erroneamente em direção aos pulmões) e suas complicações, principalmente, pneumonias aspirativas. Além disso, é uma condição comum em pacientes com doenças neurológicas (por exemplo, derrame, Parkinson, paralisia cerebral) e naqueles com tumores ou traumas da boca ou garganta.

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta