Várzea Grande entrega nova sede do CAPSi e melhora atendimento para pacientes

Pacientes crianças e adolescentes com transtornos mentais como o autismo passarão a receber um atendimento mais adequado as suas necessidades

Referência no tratamento de crianças e adolescentes com transtornos mentais, como o Autismo, bem como usuários de álcool e drogas, o Centro de Atenção Psicossocial Infanto Juvenil de Várzea Grande – CAPSi, ganhou uma nova sede, visando melhorar o atendimento ofertados aos mais de 200 pacientes regularmente tratados e também os casos eventuais.

Com recursos próprios da Administração Municipal que na área de saúde em 2019 já aplicou somente nos quatro primeiros meses deste ano R$ 51.205.633 milhões, o que representa 21,87% das Receitas Correntes, quando a legislação prevê 15%, a prefeita Lucimar Sacre de Campos entregou a nova sede do CAPSi que fica próximo a Unidade de Pronto Atendimento – UPA do IPASE no Centro de Várzea Grande.

Várzea Grande vem ampliando sua rede de atenção psicossocial, bem como desenvolvendo ações para melhorar o acesso, qualificar as equipes com objetivo de promover a qualidade de vida voltada para os usuários, conforme os princípios do Sistema Único de Saúde – SUS.

“Estamos avançando. É claro que menos do que nossa necessidade, que é ampliada pela busca de pessoas de outras cidades de Mato Grosso, outros Estados e até mesmo países vizinhos ao Brasil, mas com certeza nossa saúde está melhorando e enquanto nós estivermos por aqui vai melhorar mais”, disse a prefeita Lucimar Sacre de Campos que fez a entrega da nova sede prometendo esforços no sentido de construir uma sede própria para o CAPSi.

A Secretaria de Saúde imbuída em desenvolver ações para melhorar o cuidado de crianças e adolescentes, mudou a sede do Centro de Atenção Psicossocial Infanto Juvenil de Várzea Grande para local com estrutura física mais adequada e ampliada para o atendimento terapêutico.

O CAPS Infanto Juvenil, é uma unidade da Rede de Atenção Psicossocial (Saúde Mental), onde atende crianças e adolescentes com transtornos mentais e em uso de álcool e outras drogas, conta com equipe multidisciplinar nas seguintes especialidades: Médico Pediatra, Psicólogos, Assistentes Sociais, Enfermeiro, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Técnicos em Enfermagem e Profissionais da área administrativa.

A prefeita Lucimar Campos pontuou o empenho de sua gestão em oferecer à população de Várzea Grande um serviço público cada vez mais eficiente e humanizado, investindo tanto na capacitação de seus servidores, quanto em estruturas e equipamentos. “Estamos avançando cada vez mais, não somente em estrutura e matéria prima, mas também na mão de obra, porque nossa preocupação vai além de reformas e construções, queremos oferecer a população um serviço de excelência e humanizado. Um serviço que de fato apresente resultados. Por isso sinto imensa alegria em entregar essa nova sede ao CAPSi que muito faz por nossas crianças”, garantiu a prefeita.

O CAPSi possui atualmente 200 pacientes em tratamento na unidade, por mês uma média de 25 novos pacientes são recebidos. A nova sede terá uma capacidade maior de atendimento promovendo comodidade e melhores condições de tratamento para as crianças. Além de atendimento psiquiátrico e psicológico, os pacientes recebem assistência de uma equipe multidisciplinar, formada por psicólogos, enfermeiros, assistentes sociais, e técnicos. São atendidos crianças e adolescentes com transtornos mentais e em uso de álcool e outras drogas. São realizadas atividades como: Atendimento Individual, Psicoterapia Individual e em Grupo, Oficinas Terapêuticas, Grupo de Família, Visitas Domiciliares, Ações de Matriciamento, Atividades Culturais e de Lazer.

Além do tratamento ofertado, a equipe é referência para o atendimento de crianças e adolescentes com Transtornos do Espectro Autista e também as vítimas de abuso sexual.

O secretário de Saúde Diógenes Marcondes, citou a referência da unidade no tratamento de pacientes autistas. “O município de Várzea Grande, desde o início da atual gestão vem ampliando a sua rede de atenção psicossocial, bem como desenvolvendo ações para melhorar o acesso, qualificar as equipes com objetivo de promover qualidade de vida voltada para os usuários, conforme os princípios do Sistema Único de Saúde. A Secretaria de Saúde imbuída em desenvolver ações para melhorar o cuidado de crianças e adolescentes, mudou a sede do Centro de Atenção Psicossocial Infanto Juvenil de Várzea Grande para local com estrutura física mais adequada e ampliada para o atendimento terapêutico. Além dos tratamentos ofertados, a equipe do CAPSi é referência para o atendimento de crianças e adolescentes com Transtornos do Espectro Autista e também crianças e adolescentes vítimas de abuso sexual”, disse o gestor da pasta.

Ainda segundo Diógenes, a nova sede, vai proporcionar melhor atendimento ao público que busca o serviço porque tem um espaço maior, sendo assim os serviços oferecidos também poderão ser ampliados. Ele explica que o CAPSi vai funcionar de segunda a sexta, das 7h às 17h. O titular da pasta da Saúde acrescentou que a mudança é um esforço da administração municipal, que sabe da necessidade e importância do serviço para a população várzea-grandense.

Dona Maria Alexandre de Amorim, mãe do pequeno Alexandre de 5 anos, comemora a mudança e diz que nesses três anos em que o filho autista está em tratamento no CAPSi, os avanços do filho foram instantâneos e visíveis. “Hoje em dia meu filho é uma criança normal, graças a equipe do CAPSi e a toda a rede, que oferece para nós toda assistência e suporte necessário no tratamento dele. O serviço aqui é realmente de excelência como disse a prefeita Lucimar, que desde que assumiu a prefeitura só vem nos trazendo alegria, disse a mãe do Alexandre que participou com entusiasmo da entrega da nova unidade ao lado da Prefeita Lucimar Campos.

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta