Ex-ministro José Dirceu se entrega à Polícia Federal após descumprir prazo

José Dirceu chegou à sede PF por volta das 21h30min

O ex-ministro José Dirceu se apresentou na Superintendência da Polícia Federal na noite de sexta-feira (17), depois de descumprir o prazo que dizia que ele deveria se entregar até às 16h de hoje. Ele chegou à sede da PF por volta das 21h30min. Dirceu cumprirá pena de 8 anos e 10 meses pela segunda condenação dele na Operação Lava Jato.

À Justiça Federal de Curitiba, a defesa do ex-ministro havia alegado que um acidente na rodovia BR 116 provocou um congestionamento durante a tarde, atrasando o cronograma de viagem do petista, que veio de carro de Brasília.

Acusação

Dirceu teve pedido de prisão expedido após o TRF-4 negar a prescrição de pena do ex-ministro. O TRF-4 determinou, nesta quinta-feira (16), por unanimidade, o “imediato ofício para início do cumprimento da pena ao juízo de primeiro grau” em Curitiba.

O petista ainda pode recorrer da decisão ao Supremo Tribunal Federal (STF) e ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), além do próprio TRF-4. O pedido foi para a prescrição da pena dos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro em processo sobre um contrato superfaturado da Petrobras com a fornecedora de tubos Apolo Tubulars entre 2009 e 2012.

Em março de 2017, José Dirceu foi condenado em primeira instância a 11 anos e 3 meses de prisão. Depois, em setembro, o TRF-4 reduziu a pena para 8 anos e 10 meses.

Esta foi a segunda condenação de Dirceu no âmbito da Lava Jato. Ele também foi condenado a 30 anos e 9 meses pelo mesmo TRF-4 por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa na diretoria de Serviços da Petrobras. Em maio de 2017, ele obteve um habeas corpus do STF para aguardar o julgamento em liberdade.

Fonte: Jovem Pan

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta