Anvisa recolhe 200 lotes de losartana, valsartana e outros remédios para pressão alta

Medicamentos para hipertensão estão sob suspeita de contaminação por ‘impurezas’ com potencial de causar câncer

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou na quarta-feira (08) que recolheu cerca de 200 lotes de remédios reguladores de pressão arterial após identificar em sua fórmula impurezas que podem causar câncer. Os medicamentos que tiveram lotes recolhidos são o losartana — o segundo mais vendido no Brasil — e o valsartana. Das 29 empresas analisadas, apenas quatro tiveram lotes considerados contaminados.

A instituição frisou que as pessoas com hipertensão não devem parar de tomar os remédios até que tenham outro em mãos.

Confira abaixo a lista dos remédios e os números dos lotes afetados.

Torlos H (Torrent)

Princípio ativo: Losartana e Hidroclorotiazida.

Dosagens de 50mg/12,5mg.

Lotes recolhidos:

BCA3D001, BCA3D002, BCA3D003, BCA3E002, BCA3E003, BCA3E004, BCA3E005, CE32C014 e CE32D004

Torlós (Torrent)

Princípio ativo: Losartana

Dosagens de 25mg e 50mg.

Lotes recolhidos:

C502C002, C502D005, C502D006, C502D007, C502D008, C502D009, C502E003, C502E004, C502E005, C502E006, C502E007, CE32C003, CE32C004, CE32C005, CE32C014, CE32C015, CE32C016, CE32C017, CE32C023, CE32C024, CE32C025, CE32C026, CE32C027, CE32C028, CE32D004, CE32D005, CE32D007, CE32D008, CE32D009, CE32D010, CE32D011, CE32D012, CE32D013, CE32D014, CE32D015, CE32D016, CE32D017, CE32D018, CE32D019, CE32E001, CE32E002, CE32E003, CE32E004, CE32E005, CE32E008 e CE32E009.

Valsartana genérico (Medley)

Princípio ativo: Valsartana.

Dosagens de 80mg, 160mg, 320mg.

Lotes recolhidos:

733658, 837417, 733655, 757334, 837840, 828879, 782196, 840443, 838275, 825364, 733664, 793873, 835644, 835151, 733662, 782199, 831843, 839254, 840673, 733660, 773057, 793872, 827251, 837572 e 837574.

Valsartana genérico (EMS)

Princípio ativo: Valsartana.

Dosagens de 80mg, 160mg, 320mg.

Lotes recolhidos:

0P1483, 0Q4432, 0R5429, 0Q4435, 0Q4436, 0Q4437, 0Q4438, 0R1000, 0R5948, 0R5950, 0J5245, 0K1133, 0M8461, 0N4738, 0N4739, 0P1493, 091494, 0P8392, 0R5440, 0R5441, 0R5443, 0S4126, 0R5439, 0S4125, 0S6816, 0S6817, 0S6818 e 0M8452.

Valsartana genérico (Germed)

Princípio ativo: Valsartana.

Dosagens de 80mg e 160mg.

Lotes recolhidos:

0P1758, 0Q4544, 0P1780, 0Q4550, 0Q4551, 0R0999, 0R3585, 0R6329, 0K1369, 0L2550, 0P1782, 0P1784, 0R6332, 0R6333, 0R6334, 0S4128, 0Q4627 e 0R6030.

Valsartana genérico (Legrand)

Princípio ativo: Valsartana.

Dosagens de 80mg, 160mg e 320mg.

Lotes recolhidos:

0P7264, 0Q4603, 0R6225, 0Q4608 e 0R6235

BRASART (EMS Sigma Pharma)

Princípio ativo: Valsartana.

Dosagens de 80mg, 160mg e 320mg.

Lotes recolhidos:

0P2051, 0Q4750, 0Q4803, 0P2053, 0P8484, 0Q4751, 0S7414, 0M2611, 0M6269, 0M9209, 0O0607, 0R3122 e 0S4124.

BRASART BCC (EMS)

Princípio ativo: Valsartana e Besilato de Anlodipino

Dosagens de 160mg/5mg, 320mg/5mg, 320mg/10mg e 320mg/ 5mg

Lotes recolhidos:

0Q4806, 0Q4796, 0R5752, 0S5558, 0K1849, 0M9215, 0M7466, 0L8510, 0N9443, 0Q5026 e 0L6399

BRASART HCT (EMS)

Princípio ativo: Valsartana e Hidroclorotiazida

Dosagens: 160mg/25mg, 160mg/12,5mg, 320mg/12,5mg e 320mg/25mg

Lotes recolhidos:

0Q4761, 0K1902, 0M9186, 0M9187, 0R5663, 0Q4804, 0R9971, 0P7277, 0J5127, 0L2969, 0L5276, 0M9208, 0N5025, 0O0572, 0P2093, 0Q4784, 0R3634, 0K1905, 0N5020, 0N5021, 0P2073, 0P2074, 0Q4760, 0Q4758, 0Q4759

Importação, distribuição e comercialização suspensas

A agência também informou que suspendeu a importação, distribuição e comercialização de outros produtos da mesma classe de controle de pressão — os terminados em “sartana” —, nos quais foram encontrados indícios ou evidência de potencial cancerígeno.

Com receio de que os brasileiros com pressão alta parem de tomar o remédio após a notícia do recolhimento, a Anvisa informou que o potencial cancerígeno encontrado nesses produtos é “ínfimo” e que os pacientes não devem se alarmar ou fazer mudanças nos seus tratamentos sem antes consultar um médico ou um farmacêutico.

— Se o hipertenso parar de usar os medicamentos, ele pode ter consequências muito serias à saúde ainda no mesmo dia —, explicou o gerente-geral de inspeção e fiscalização sanitária, Ronaldo Gomes.

Os números divulgados pela Agência de Medicamentos Europeia (EMA, em inglês), indicam que, se um paciente tomar uma dose máxima do remédio afetado por 5 anos, a exposição vai gerar um novo caso em cada 6 mil pacientes. No Brasil, a incidência normal de câncer é de 1 a cada 333 brasileiros, em um total de 600 mil diagnósticos da doença por ano.

As recomendações da Anvisa aos pacientes

Continuar tomando seu medicamento, a menos que tenha sido aconselhado a parar pelo seu médico.

Nem todos os medicamentos contêm impurezas.

Se o medicamento que você toma foi suspenso ou recolhido, procure seu médico ou farmacêutico.

Existem outras opções no mercado que podem ser prescritas e adquiridas.

Somente troque de medicamento quando já tiver o novo em mãos, pois a interrupção do tratamento da hipertensão pode produzir malefícios instantâneos, inclusive risco de morte por derrame, ataque cardíacos e insuficiência renal.

Fonte: Extra (Por globo.com)

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta