Venezuela tem novos protestos a favor e contra Maduro neste sábado

Tensão cresce no país após crise energética e perda da imunidade de Guaidó pela Assembleia Nacional Constituinte 

Governo e oposição disputam neste sábado (6), na Venezuela, o protagonismo em protestos de rua a favor e contra o ditador Nicolás Maduro. A tensão cresce no país após a crise energética que afetou vários estados nas últimas semanas e depois que a Assembleia Nacional Constituinte retirou a imunidade do autodeclarado presidente Juan Guaidó.

Na capital, Caracas, grupos se reúnem em pontos de concentração com bandeiras venezuelanas e empunhando cartazes a favor da liberdade. Outros três pontos da cidade servirão de base para as mobilizações dos grupos pró-Maduro. O chavista, aliás, é esperado no local.

“Nos viemos às ruas para exigir a cessação das trevas e da usurpação”, disse Guaidó no Twitter, ao convocar apoiadores para os protestos. O opositor também pediu às forças armadas que não permitam à população nos protestos por grupos civis.

Os serviços de eletricidade e água continuam a registrar falhas recorrentes após o apagão de 7 de março que deixou praticamente todo o país no escuro.

Maduro responsabilizou as panes no sistema aos Estados Unidos. Especialistas, no entanto, atestam que o apagão foi causado por falta de investimento e manutenção nas instalações.

“Continuamos o trabalho permanente para estabilizar, normalizar e proteger a oferta de serviços públicos”, disse Maduro, também no Twitter, conclamando os venezuelanos a continuarem juntos em “batalha e resistência”.

Fonte: Jovem Pan

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta