Saúde de VG aplica R$ 10 milhões em obras que serão entregues ainda neste ano

No total são seis obras entre Upa, Policlínica e retomada de obras de Unidades Básicas de Saúde

A prefeitura de Várzea Grande está aplicando mais de R$ 10 milhões na área da Saúde entre recursos federal e municipal, pelo menos em seis obras – em plena execução – serão entregues ao longo de 2019, sendo duas delas em maio, durante as comemorações pelos 152 anos de fundação da cidade. Outros quatros projetos de Unidades Básicas de Saúde (UBS) estão em fase de licitação e têm a previsão de iniciar a construção também nesse ano.

Serão entregues em maio a UBS ‘Aurília Salles Curvo’, no bairro de mesmo nome, e ainda a UPA 24 horas do Cristo Rei. Essa última teve as obras físicas finalizadas no final de fevereiro, entrando agora na fase de acabamento (equipamentos e mobília).

Na manhã de ontem (19), a prefeita Lucimar Sacre de Campos, visitou parte das obras em construção para conferir in loco a evolução do cronograma apresentado e a qualidade do que está sendo edificado. Acompanharam a gestora, o secretário de Saúde, Diógenes Marcondes, o engenheiro responsável pelas obras, Jaderson Figueiredo e técnicos da Pasta e o vereador Rodrigo Coelho.

De acordo com o planejamento da Pasta, os R$ 10 milhões se dividem em duas frentes de trabalho. Mais de R$ 5,5 milhões estão sendo investidos na construção da UPA do Cristo Rei. Desse valor global, cerca de R$ 3 milhões foram aplicados na obra física e o restante utilizado para compra de equipamentos e mobiliário.

Outra frente de obras está responsável pela edificação de quatro UBS´s, das reformas geral da policlínica do jardim Glória, ‘Doutor Moacir Dellane’ e da Central de Fornecimento de Medicamentos (Cadim). Nesse ‘pacote’ voltado à atenção básica estão sendo aplicados R$ 4,49 milhões, dos quais 32% têm como fonte o Tesouro Municipal. Os recursos públicos municipal somam R$ 1,42 milhão.

Quatro UBS´s estão em fase de construção: ‘Aurília Curvo’ (R$ 571,09 mil), Jardim Eldorado (R$ 851,34 mil), Santa Isabel II (R$ 520,79 mil) e Construmat (R$ 803,77 mil). Para a reforma geral da policlínica do Jardim Glória estão sendo aplicados R$ 313,15 mil em recursos próprios, e outros R$ 154,97 mil, também em recursos próprios estão financiando a reforma da nova sede do Cadim. Conforme o cronograma técnico das obras, a policlínica, por exemplo, deve ser entregue no início do segundo semestre. Essa unidade está com todo seu atendimento sendo realizado pouco metros da sede em obras, sem prejuízos à população. A policlínica tem um raio de influência de cerca de 13 bairros e há mais de dez anos não passava por uma reforma.

Como destacou a prefeita, as visitas in loco são muito importantes e por isso fazem parte da rotina de trabalho. “Toda obra gera expectativas e o gestor precisa conferir de perto se as expectativas serão atendidas conforme o planejado. Não sei administrar somente dentro de um gabinete. Sair pra rua, conversar com a população, estar disponível para ouvir agradecimentos, sugestões e até mesmo criticas, faz parte do cargo que exerço. Mais do que vir até um canteiro de obras é poder avaliar se o projeto licitado está sendo executado em respeito ao contribuinte e a nossa população”.

A prefeita lembrou que mais de 150 obras de várias áreas essenciais de serviços estão em plena execução por toda Várzea Grande, sendo a maior parte delas voltadas ao atendimento das demandas de saúde, educação e infraestrutura. “O gestor precisa ter zelo com o dinheiro público. Tudo que arrecadamos é revertido em obras e ações que fazem diferença na vida de todos. Quem não utiliza o SUS ou as vagas em escola pública, certamente quer ter um asfalto bom para passar com carro. E nós estamos a frente de todas as obras que possam conduzir nossa cidade ao desenvolvimento, mas priorizando a melhora na qualidade de vida de todos”.

Como acrescentou o secretário Diógenes Marcondes, as novas obras estão centradas em bairros e regiões mais periféricas da cidade. “As UBS´s, por exemplo, já deveriam estar funcionando há quase dez anos, mas não foram concluídas e tivemos de resgatar a credibilidade política da cidade para recuperar projetos e recursos do Ministério da Saúde. Agora estão se tornando realidade. No ano passado entregamos a UBS do Ouro Verde e em maio será a vez da UBS ‘Aurília Curvo’ e da UPA do Cristo Rei”. Além dessas obras, o secretário lembrou das obras de reforma e ampliação do pronto-socorro que há dois anos está transformando a unidade. Os trabalhos estão próximos do 100%, “e executados com zelo, responsabilidade e sem alterar a rotina de atendimentos, o que é o mais importante”, frisou.

Ao todo, Várzea Grande ganhará sete novas UBS´s. Desse ‘pacote’, quatro estão em execução e outras três em licitação para construção. Essas serão edificadas nos bairros Cabo Michel, Jardim Maringá I e São Mateus.

A dona de casa Odete Gomes, moradora do Jardim Eldorado há mais de 20 anos, será vizinha da nova UBS do bairro. “Estou acompanhando essa obra dia-a-dia e não vejo a hora de estar pronta”, disse, ao ir ao encontro da prefeita durante a visita dessa manhã. Odete conta que tem uma netinha de 9 anos com necessidades especiais e que todo o atendimento à criança é feito no pronto-socorro, unidade que exige maior deslocamento dela, e com a unidade perto de casa tudo será mais tranquilo”, disse ela.

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta