Gostaria de jogar com ele de novo. Mas é difícil, diz Messi sobre Neymar

Messi deu uma entrevista para o diário espanhol “Marca” nesta quinta-feira e falou sobre a amizade dele com Neymar e que gostaria de jogar novamente com o brasileiro. Mas o argentino acha muito difícil que o PSG o libere.

“Eu adoraria tê-lo de volta no Barcelona. Tanto pelo o que ele é como jogador quanto o que significa no vestiário. Nós somos amigos e fizemos coisas muito bonitas juntos. Passamos muito tempo juntos. Mas eu acho muito difícil que ele deixe o PSG, porque o Paris não vai querer que ele saia”.

Outro reencontro que Messi gostaria de ter na carreira é com o treinador do Manchester City, Pep Guardiola. Os dois trabalharam juntos de 2008 até 2012, no Barcelona.

“Gostaria de voltar a trabalhar com Guardiola. Ele é um dos melhores treinadores do mundo. Por isso gostaria, mas aviso que isso é bem complicado”.

O craque português Cristiano Ronaldo também foi tema da conversa e Messi não se esquivou em responder da falta que ele faz ao Campeonato Espanhol.

“Ele era muito bom para a Liga (Campeonato Espanhol) e para o Real Madrid. Ele faria falta em qualquer equipe que jogasse. Enquanto estava aqui, nós tivemos uma rivalidade saudável. Todos os dias, um queria superar o outro e fazer o melhor para o seu time. Era bonito.”

O atacante francês Demebéle tem sido um grande problema para o Barcelona. Messi como capitão e grande ídolo do time catalão falou sobre ele. “Dentro de campo é um fenômeno. Tem uma condição única, ele pode ser o quiser. Ele é um jovem está se acostumando com a cidade, com o clube. Ele percebeu os erros que cometeu e está se corrigindo”, afirmou o argentino.

Diferente de Naymar e Cristiano Ronaldo, Messi é um jogador bem mais discreto e não esconde de ninguém a importância que sua mulher, Antonella e seus filhos, Mateo, Thiago e Ciro têm na sua vida.

“A minha família é a coisa mais importante. Amo futebol. Vivo para o futebol, mas a família vem antes.”

Fonte: R7

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta