Bolsonaro confirma astronauta Marcos Pontes como futuro ministro pelo Twitter

Em primeira entrevista após confirmação da vitória, Bolsonaro já tinha falado que acordo que foi confirmado hoje estava próximo de acontecer. Veja

Astronauta Marcos Pontes é o quarto ministro confirmado do futuro governo do presidente eleito Jair Bolsonaro

Reprodução/Twitter

Astronauta Marcos Pontes é o quarto ministro confirmado do futuro governo do presidente eleito Jair Bolsonaro

 

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, confimou nesta quarta-feira (31) que o astronauta Marcos Pontes aceitou o convite e será o próximo ministro da Ciência e Tecnologia a partir da posse em Brasília (DF) no dia 1º de janeiro de 2019.

Com isso, a lista de futuros ministros de Bolsonaro já chega a quatro nomes. Além do astronauta Marcos Pontes , que assumirá a pasta da Ciência e Tecnologia, o economista Paulo Guedes será o novo ministro da Economia (pasta que reunirá as atuais Fazenda, Planejamento e Indústria, Comércio Exterior e Serviços), o deputado Onyx Lorenzoni será ministro da Casa Civil e o general reformado do exércio Augusto Heleno será o novo ministro da Defesa.

A confirmação do nome do astronauta Marcos Pontes aconteceu pelo Twitter do presidente eleito Jair Bolsonaro que fez questão de destacar partes do currículo do futuro ministro da Ciência e Tecnologia que é tenente-coronel reformado da Aeronáutica, ex-piloto da Força Aérea Brasileira (FAB) e engenheiro formado pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), instituição de ensino superior também ligada ao Exército.

Nas eleições 2018, o futuro novo ministro chegou a ser eleito como 2º suplente do senador eleito por São Paulo Major Olímpio (PSL). Ele, no entanto, já tinha tentado ocupar uma vaga na Câmara dos Deputados pelo PSB nas eleições 2014, mas não teve sucesso. Com 43.707 votos, ficou apenas na 113ª posição, foi listado como suplente, mas nunca chegou a assumir o cargo de deputado federal. Nas urnas, ele escolheu usar justamente o nome “astronauta Marcos Pontes”.

Aceitando o convite, o futuro minsitro de Ciência e Tecnologia agradeceu pelo Twitter e pelo Facebook divulgando o vídeo de uma palestra que fez hoje pela amanhã:

A futura equipe ministerial de Bolsonaro começa a se formar e o presidente eleito e seu principal articulador, Onyx Lorenzoni, que  comanda a equipe de transição do governo do atual presidente Michel Temer para o próximo esperam poder confirmar mais nomes nos próximos dias.

A principal expectativa, no momento, é da confirmação do juiz federal de primeira instância Sérgio Moro para Ministro da Justiça. Após sinalizar na segunda-feira (29) que convidaria o juiz responsável pela Operação Lava Jato ou para a pasta da Justiça ou para uma futura indicação ao Supremo Tribunal Federal (STF) e receber uma resposta oficial do magistrado de que, uma vez realizada o convite, pensaria a respeito,  Bolsonaro e Moro deverão se encontrar nesta quinta-feira (1º) e anunciar um possível acerto até o final da semana.

Recentemente, a formação da equipe ministerial de Bolsonaro causou polêmica após a sinalização de que o presidente eleito poderia convidar o deputado Alberto Fraga (DEM/DF) para ocupar a secretaria de governo e liderar a articulação com o Congresso Nacional. A repercussão que chegou a colocar o nome do deputado derrotado nas eleições 2018 a um novo mandato nos Trending Topics Mundiais do Twitter se deve ao fato de que ele é condenado por corrupção em primeira instância por ter cobrado propina em contratos públicos no período em que foi secretária de Transportes do Distrito Federal.

Além de Moro e do astronauta Marcos Pontes ,  outros nomes podem ser confirmados nos próximos dias. É o caso do general Oswaldo Ferreira, cotado para o Ministério dos Transportes, do empresário Henrique Prata, cotado para o Ministério da Saúde, do ruralista Nabha Garica, para a fusão dos ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente, e do empresário Stravos Xanthopoulos, para o ministério da Educação.

Fonte: Último Segundo

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta