Vídeo de Nicolás Maduro comendo em churrascaria de luxo na Turquia gera revolta

Opositores criticaram o líder Nicolás Maduro por “comer em um dos restaurantes mais caros do mundo” enquanto seu país passa por uma crise

O presidente da Venezuela Nicolás Maduro comeu em um restaurante caro em Istambul, na Turquia, e gerou polêmica

Reprodução/Youtube

O presidente da Venezuela Nicolás Maduro comeu em um restaurante caro em Istambul, na Turquia, e gerou polêmica

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, gerou muita polêmica nas redes sociais após aparecer, em um vídeo, comendo churrasco em um restaurante caro de Istambul, na Turquia. Segundo informações do britânico The Guardian , as imagens foram gravadas na famosa churrascaria Nusr-Et, cujo dono é o chef Nusret Gökçe, conhecido como “Salt Bae”.

A visita aconteceu em uma conexão na Turquia, durante a viagem de Nicolás Maduro de volta para a Venezuela, após ir à China. Nas imagens, que foram publicadas no Instagram do chef, ele aparece fumando charutos e comendo churrasco com sua esposa, Cilia Flores, com quem comenta que “isso aqui é uma vez na vida”, sobre conhecer o restaurante, que já serviu diversas celebridades.

O vídeo, contudo, gerou muita revolta e foi apagado por “ Salt Bae ”, o que não foi o suficiente para acabar com os debates sobre a questão nas redes sociais. Assista ao vídeo replicado no Youtube:

Maduro foi duramente criticado por opositores como Julio Borges, antigo presidente da assembleia nacional, atualmente exilado. “Enquanto os venezuelanos morrem de fome, Maduro e Cilia estão aproveitando em um dos restaurantes mais caros do mundo”, disse Borges.

O senador republicano da Flórida, nos Estados Unidos, Marco Rubio, também comentou o assunto e citou que Gökçe também tem um restaurante em Miami, casa da maior população de imigrantes da Venezuela, a maioria contra o atual presidente.

“Eu não sei quem esse estranho #Saltbae é, mas o cara que ele tem tanto orgulho de servir não é o presidente da Venezuela. Na verdade, é um ditador com sobrepreso de uma nação onde 30% das pessoas só comem uma vez por dia e crianças sofrem de desnutrição”, escreveu em seu Twitter.

Nicolás Maduro e a crise na Venezuela

Imigrante da Venezuela, cujo presidente é Nicolás Maduro, chegando ao Brasil pelos estados do Norte
Divulgação/Palácio do Planalto

Imigrante da Venezuela, cujo presidente é Nicolás Maduro, chegando ao Brasil pelos estados do Norte

A Venezuela passa por uma profunda crise econômica, que, marcada pela hiperinflação e falta de alimentos disponíveis, diminuiu drasticamente o poder de compra da população, sendo que muitos vivem com menos de um dólar por dia. De acordo com uma pesquisa de 2017, aproximadamente nove em cada 10 casas do país estão vivendo na pobreza.

A situação levou milhares de pessoas a cruzarem a fronteira com o Brasil, o que tem gerado uma crise imigratória. No começo do mês de setembro, por exemplo, cerca de 100 venezuelanos deixaram a capital de Roraima e decidiaram voltar para a Venezuela de ônibus, depois que um brasileiro e um venezuelano foram assassinados durante confusão nas proximidades de um abrigo para refugiados.

Sem conceder entrevista à imprensa, representantes do Consulado da Venezuela em Roraima estavam presentes durante a repatriação das pessoas, que foram em ônibus fretados pelo governo Maduro.

Os refugiados que decidiram ficar no Brasil afirmam que o clima continua tenso em relação à convivência social com os brasileiros e todos temem novos conflitos na região.

Alguns imigrantes do país de Nicolás Maduro relataram que, após as mortes, dois homens em uma moto atiraram contra o acampamento nos arredores do abrigo no bairro Jardim Floresta, na zona oeste de Boa Vista, mas ninguém se feriu. Segundo a Polícia Militar, no entanto, não houve nenhum chamado registrando a ocorrência.

Fonte: Último Segundo

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta