Pela primeira vez, Bolsonaro venceria Haddad no 2º turno, indica pesquisa BTG

Candidato petista ultrapassou Ciro Gomes; apesar disso, tecnicamente, segue empatado com o candidato do PDT, que passou de 12% para 14%

Levantamento FSB/BTG Pactual, divulgado nesta segunda-feira, mostra o candidato Jair Bolsonaro a frente dos demais presidenciáveis

iG Arte

Levantamento FSB/BTG Pactual, divulgado nesta segunda-feira, mostra o candidato Jair Bolsonaro a frente dos demais presidenciáveis

Mesmo internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, após sofrer um ataque durante um ato de campanha, o candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro,  continua figurando como o primeiro nas principais pesquisas de intenções de voto divulgadas até hoje sobre as eleições 2018. Além disso, no levantamento FSB/BTG Pactual, divulgado nesta segunda-feira (17), ele aparece vencendo pesquisas a respeito de possíveis disputas pelo segundo turno.

Ainda segundo a pesquisa, o candidato Fernando Haddad (PT), alavancou 8% em suas intenções de voto, depois de ser anunciado oficialmente como o nome do partido à disputa pelo Planalto, na última terça-feira (11). Assim, empatou com o candidato do PDT, Ciro Gomes, em segundo lugar, almejando um segundo turno contra Bolsonaro. Mesmo assim, Jair Bolsonaro ganharia de Haddad caso disputasse hoje um segundo turno contra o petista.

Desde o levantamento anterior feito pelo BTG, na intenção de votos estimulada, Jair Bolsonaro passou de 30% de intenção de voto para 33%. Fernando Haddad ultrapassou numericamente Ciro Gomes, subindo de 8% para 16%, mas segue empatado tecnicamente com o candidato do PDT, que foi de 12% para 14% em uma semana.

Ainda nesse mesmo cenário, o candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, oscilou para baixo no limite da margem de erro, de 8% para 6%. Com isso, ele fica empatado tecnicamente com a candidata Marina Silva (Rede), que novamente teve queda e foi de 8% para 5%.

Amoêdo voltou aos 4% ante 3% da semana anterior, enquanto Alvaro Dias viu sua intenção de voto oscilar para baixo, de 3% para 2%. Meirelles tem 2% dos votos neste cenário, ante 1% de Cabo Daciolo (PATRI). A porcentagem de quem não votaria em ninguém caiu de 13% para 9%, branco/nulo somam 2%, enquanto não sabe/não responderam foi de 8% para 5%.

No cenário espontâneo, a intenção de votos em Bolsonaro subiu de 26% para 30%, enquanto que a de Fernando Haddad saltou de 3% para 12%. A de Ciro subiu de 7% para 8%, a de Amoêdo se manteve em 3%, enquanto que as de Alckmin e Marina oscilaram negativamente de 3% para 2%.

A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-06478/2018. O levantamento foi realizado entre os dias 15 e 16 de setembro com 2000 eleitores e a margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Jair Bolsonaro venceria em diversos cenários de segundo turno

Internado desde que sofreu ataque a faca, no último dia 6, Jair Bolsonaro deve ter campanha centrada na internet
Reprodução/Youtube

Internado desde que sofreu ataque a faca, no último dia 6, Jair Bolsonaro deve ter campanha centrada na internet

Pela primeira vez, o levantamento fez uma série de simulações de segundo turno – todas com Bolsonaro . E, ao contrário do que  mostrou a pesquisa Datafolha divulgada na última sexta-feirada, o candidato do PSL aparece em vantagem num segundo turno contra Marina, Alckmin e Haddad, empatando apenas com o presidenciável Ciro Gomes.

Se o segundo turno das eleições 2018 fossem hoje, segundo o BTG, Bolsonaro empataria com Ciro, com 42% dos votos. Nesse cenário, 5% dizem votar branco, 8% em ninguém e 3% não sabem ou não responderam a pesquisa.

Entre Jair Bolsonaro e Haddad, 46% disseram votar no candidato do PSL ante 38% que votariam no petista e, quando confrontado com Alckmin, Bolsonaro aparece com 43% ante 36% do tucano. Contra Marina Silva, a diferença é ainda maior: 48% dizem que votariam no candidato do PSL, enquanto 33% confirmariam apoio à candidata.

Fonte: Último Segundo

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta