Acadêmicos de Administração participam do Programa Consciência Cidadã

Acadêmicos de Administração de várias faculdades de Mato Grosso participaram, na noite de quinta-feira (13/09), de mais uma edição do Programa Consciência Cidadã voltado para universitários. O público-alvo foi escolhido em razão de no dia 9 de setembro se comemorar o Dia do Administrador. Ao dar as boas-vindas aos estudantes, o conselheiro interino do Tribunal de Contas de Mato Grosso, Isaías Lopes da Cunha, destacou o papel relevante desempenhado pelo profissional administrador, seja em empresas privadas, órgãos públicos ou como autônomo, prestando consultorias.

O conselheiro explicou aos jovens que o Programa Consciência Cidadã, criado pelo TCE-MT, é realizado há mais de uma década e tem como objetivo estimular o cidadão a exercer o controle social. Ele ressaltou a importância da participação popular nas decisões políticas, independentemente da atividade profissional exercida, e aconselhou os acadêmicos a ouvirem as palestras com atenção e participarem do debate, realizado ao final do evento. Isaías Lopes da Cunha lembrou ainda que o Tribunal de Contas é uma opção de trabalho para o profissional administrador, já que é composto por uma equipe multidisciplinar, composta principalmente de profissionais de Ciências Contábeis, Direito, Engenharia e Administração

Para reforçar a importância da profissão, um dos palestrantes convidados foi o diretor de Fiscalização e Registro do Conselho Regional de Administração de Mato Grosso (CRA-MT), Evandro Echeverria. Ele aproveitou a oportunidade para dar algumas dicas aos jovens sobre o mercado de trabalho. Entre elas, falou que existem espaços a serem ocupados, como as pequenas e médias empresas e os municípios do interior. “Todos focam a capital e as grandes empresas, mas estas são em menor número e o interior é um bom lugar para iniciar uma carreira”, observou. Otimista, Evandro afirmou que há mercado para o profissional administrador, mas é preciso um diferencial para se destacar.

Dentro da programação do programa Consciência Cidadã, o secretário de Controle Externo de Administração Municipal, Francisney Liberato, explicou aos estudantes as funções, composição e competências da Corte de Contas. Francisney explicou, resumidamente, sobre as funções dos Tribunais de Contas previstas na Constituição Federal e Estadual, principalmente a de garantir a boa gestão dos recursos públicos. No caso do TCE-MT, da fiscalização da aplicação dos recursos estaduais e municipais. Explicou ainda a composição do Tribunal Pleno e as ações de fiscalização desenvolvidas pelas Secretarias de Controle Externo.

Na sequência, o assessor do Ministério Público de Contas, Yuri Robson Nadaf Borges, discorreu sobre “A Função do MPC-MT junto ao TCE-MT”. Ele informou aos acadêmicos a função do MPC dentro da estrutura do TCE-MT e ressaltou a importância de os estudantes conhecerem as atribuições tanto do MPC quanto do TCE na fiscalização dos recursos públicos, na cobrança pela transparência da gestão pública e no combate à corrupção.

Gabriel Oliveira, acadêmico do ICEC, disse que o evento serviu para que ele ficasse mais atento para exercer o controle social e que a participação no Consciência Cidadã foi muito proveitosa, principalmente em razão da proximidade das eleições. Outra acadêmica do ICEC, Lana Santos, observou que tudo o que aprendeu com as palestras irá aproveitar na vida profissional e pessoal e se mostrou satisfeita por ter desenvolvido essa consciência cidadã. Os alunos que compareceram à Escola de Contas do TCE-MT na noite do evento poderão imprimir pelo site do TCE-MT, em 15 dias, o certificado de participação.

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta