TRE nega uso de apoiadores “fakes” e mantém programa de Wellignton

Reclamação de Mauro Mendes foi rejeitada

A juíza membro do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Vanessa Curti Perenha Gasques, indeferiu reclamação do candidato Mauro Mendes, movida pela Coligação “Para Mudar Mato Grosso”, apresentada contra propaganda eleitoral do candidato Wellington Fagundes, da coligação “A Força da União”.  Mendes alegava uso de atores e trucagem do programa apresentado na sexta-feira (31).

Ao analisar o programa, a magistrada foi categórica em sua conclusão: “Nem de longe se observa a participação de qualquer ator ou mesmo pessoa conhecida do grande público do estado de Mato Grosso”. Dessa forma, ela descartou que a coligação de Wellington estivesse se utilizando de apoiadores “fake” em sua propaganda.

Em 3 minutos e meio, o programa de TV de Wellington Fagundes focou no sentimento de abandono da população por parte do Governo do Estado. Também apresentou a trajetória pessoal e política de Fagundes e destacou a intenção de ser um governador para cuidar das pessoas.

“O Estado é feito de pessoas e elas precisam sempre estar em primeiro lugar” – disse Fagundes, no programa eleitoral. Ao contrário da alegação de Mauro Mendes contra a peça, o vídeo mesclou cenas gravadas e discursos do candidato, que ressaltou a diversidade na composição de seu projeto político.

Dos ensinamentos familiares e da experiência política, Wellington propôs fazer um governo voltado para cidadão: homem, mulher, idoso, jovens e crianças, reforçando o compromisso com o futuro.

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta