MP denuncia tenente-coronel acusado de pressionar PMs a fazer sexo com ele

O Ministério Público Estadual (MPE) ofereceu, nesta terça-feira (14), denúncia contra o tenente-coronel da Polícia Militar, Joel Outo Matos, por crime de concussão. Ele é acusado de exigir vantagem indevida de jovens policiais, pressionando-as para a prática de relações sexuais na época em que estava à frente do 10º Comando Regional de Vila Rica (1.259 Km a nordeste de Cuiabá).

Na denúncia, assinada pelo promotor de Justiça Allan Sidney do Ó Souza, que atua a 11ª Vara Criminal da Comarca de Cuiabá, foram apresentadas declarações de 3 vítimas.

O MPE suspeita, no entanto, que mais mulheres tenham sido assediadas pelo tenente coronel. “Embora não se possa afirmar a exata quantidade de vezes que tais condutas delitivas foram praticadas pelo denunciado, é indiscutível que foram múltiplas, motivo pleo qual deve ser reconhecido o instituto previsto no artigo 80 do Código Penal Militar”, ressaltou o promotor de Justiça.

Segundo ele, os fatos apontados na denúncia ocorreram no ano de 2016. Além de depoimentos, foram anexadas ao processo mensagens enviadas pelo acusado às vítimas via Whatsapp.

Em uma delas, por exemplo, o denunciado diz: “tudo estava desenhado para você ir presa, ser mandada embora, perder sua estabilidade financeira, essa vida que você tem. Eu entrei na sua vida quer você queria quer não. Quero você”. (Com assessoria do MPE)

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta