PSDB torna oficial candidatura de Geraldo Alckmin em convenção

Ao lado de autoridades do partido, o ex-governador de São Paulo é oficializado candidato à presidência, com senadora Ana Amélia (PP) para vice

Com 288 votos favoráveis, Geraldo Alckmin é oficializado candidato pelo PSDB na corrida ao Planalto

Reprodução/Twitter Geraldo Alckmin

Com 288 votos favoráveis, Geraldo Alckmin é oficializado candidato pelo PSDB na corrida ao Planalto

O ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, teve nome oficializado como candidato à Presidência da República pelo PSDB, na convenção nacional do partido realizada no sábado (4). O tucano recebeu 288 votos favoráveis à candidatura, além de um voto de abstenção e um voto contrário.

Ao lado de autoridades da sigla, como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o senador José Serra, Geraldo Alckmin  comemorou a candidatura na corrida ao Planalto, assim como a agora candidata a vice na chapa, senadora Ana Amélia (PP-RS). Ela já foi chamada de “vice dos sonhos” pelo tucano.

Em seu discurso, FHC defendeu as alianças feitas por Alckmin para as eleições, e recordou um caso em que recebeu uma pesquisa dizendo que poderia ser eleito ao Planalto sem nenhuma coligação. “Mas como é que eu governo? Nosso sistema eleitoral é assim, é plural. É preciso ter alianças”, defendeu o ex-presidente.

Ainda falaram no evento, os senadores José Serra e Antonio Anastasia, candidato ao governo de Minas Gerais, o deputado Nilson Leitão e o ex-prefeito João Doria, que disputará o governo de São Paulo.

Alckmin já soma oito partidos na aliança à chapa, depois de conseguir atrair o apoio do chamado ‘ centrão ‘. Já oficializaram estar ao lado do tucano nas eleições de 2018, as siglas DEM, PP, PR, PRB e Solidariedade, além de  PSD, PTB e PPS.

Aécio não comparece ‘a pedido de Geraldo Alckmin’

Autoridades e filiados do PSDB estiveram ao lado de Geraldo Alckmin e Ana Amélia, como ex-presidente FHC
Reprodução/Twitter PSDB

Autoridades e filiados do PSDB estiveram ao lado de Geraldo Alckmin e Ana Amélia, como ex-presidente FHC

Candidato à Presidência pelo PSDB em 2014, o senador Aécio Neves (MG) não está presente na convenção tucana neste sábado. Segundo a Veja , coordenadores da campanha de Alckmin dizem que a “aparição do mineiro seria uma surpresa desagradável”. Aécio irá tentar cargo de deputado federal em outubro.

Segunda tentativa de Geraldo Alckmin

Com apoio de partidos do 'centrão', Geraldo Alckmin disputa cargo de presidente pela segunda vez
Reprodução/Twitter Rodrigo Garcia

Com apoio de partidos do ‘centrão’, Geraldo Alckmin disputa cargo de presidente pela segunda vez

Com a candidatura oficializada hoje, esta será a segunda vez que Geraldo Alckmin tentará chegar ao Palácio do Planalto. Em 2006, ele chegou ao segundo turno, mas perdeu para o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Fonte: Último Segundo

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta