Ex-governador Jaques Wagner declina do convite para ser vice na chapa com Lula

Wagner teria sido sondado por emissários do ex-presidente e candidato à Presidência, mas negou ser ‘plano B’ do PT na corrida para o Planalto; veja

Jaques Wagner teria recusado ser vice com Lula, justificando que “não pretende ser plano B do petista”

Edilson Rodrigues/Agência Senado – 29.8.16

Jaques Wagner teria recusado ser vice com Lula, justificando que “não pretende ser plano B do petista”

 

O ex-governador da Bahia Jaques Wagner rejeitou a possibilidade de ser vice-presidente na chapa com Luiz Inácio Lula da Silva , oficializado candidato do PT neste sábado (4). Wagner teria sido sondado por emissários do ex-presidente, mas teria declinado ao convite. As informações são da Folha de S. Paulo.

Segundo o jornal, Jaques Wagner teria recusado ser vice com Lula, justificando que “não pretende ser plano B do petista”. As outras opções possíveis são o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, além da presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann.

candidata do Psol, Manuela D’Ávila, também teve o nome apontado diversas vezes dentro e fora do partido. Ontem (3), a agência de notícias Reuters chegou a publicar que fontes internas citavam-na como possibilidade mais provável. Indagada sobre a informação, Gleisi afirmou que “todos eram simpáticos” a essa possibilidade, mas não confirmou.

O nome do candidato a vice na chapa deve ser apresentado neste domingo (5). No início da tarde de hoje, o ex-presidente foi aprovado por militantes e dirigentes da sigla para ser oficialmente lançado como candidato na corrida para o Palácio do Planalto, mesmo preso.

Prisão x Candidatura de Lula

Jaques Wagner recusou cargo de vice neste sábado, dia em que aconteceu convenção do PT em São Paulo
Reprodução/Twitter Gleisi Hoffmann

Jaques Wagner recusou cargo de vice neste sábado, dia em que aconteceu convenção do PT em São Paulo

 

Na convenção nacional do PT neste sábado, Gleisi disse que irá registrar o petista no dia 15 de agosto contra ao que chamou de “sistema podre”.

“Durante todos esses meses que Lula está preso, cada um de vocês manteve  Lula vivo. Apesar de eles não quererem e apostarem que Lula não seria candidato, Lula ficou na mente e no coração do povo brasileiro. E hoje nós dizemos ao Brasil que Lula é nosso candidato, e vamos registrá-lo no dia 15 de agosto em Brasília”, disse. “E essa é a ação mais confrontadora que fazemos contra esse sistema podre. Eles não vão conseguir tirar Lula da discussão política”, defendeu a senadora.

A referência da presidente nacional do partido se dá porque o petista pode ter a candidatura impugnada, uma vez que pode ser considerado “ficha suja”. Vale lembrar que, desde o dia 7 de abril, Lula está preso  na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, por determinação do juiz federal Sérgio Moro, que ordenou a execução provisória da pena de 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

No caso da impugnação de Lula , o nome de Fernando Haddad é um dos mais cotados para substituir o líder petista.

Jaques Wagner ‘flerta’ com chapa de Ciro, diz revista

Lula e Ciro Gomes são, atualmente, candidatos à Presidência da República pelo PT e PDT, respectivamente
Ricardo Stuckert / Instituto Lula

Lula e Ciro Gomes são, atualmente, candidatos à Presidência da República pelo PT e PDT, respectivamente

 

Nessa sexta-feira (3), a revista Época informou que Jaques Wagner teria anunciado que, caso a candidatura do ex-presidente preso fosse rejeitada pela Justiça, ele pretendia se apresentar como candidato a vice, mas na chapa do PDT, com Ciro Gomes, manobra a que o ex-governador chamou de ‘plano C’.

Fonte: Último Segundo

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta