DÉJÀ VU: Operação sugere repetição de esquemas antigos

Integrantes do Gaeco evitaram dar detalhes sobre o esquema investigado na Assembleia Legislativa que resultou na Operação Déjà vu, deflagrada na manhã desta quinta-feira (2).

No entanto, o próprio nome da operação já dá uma pista. Ou seja, algo que já foi visto antes. Nesse caso, fica subentendido que pode tratar-se de um esquema já praticado antes.

E nessa linha de raciocínio surgem questionamentos, sobre quais dos esquemas de corrupção já desmantelados no Legislativo que podem ter “inspirado” os envolvidos nos fatos. Marcos Bulhões, chefe do Gaeco, só antecipou que são investigados empresários, servidores e deputados.

Só para relembrar, um dos esquemas de corrupção envolvendo uso indevido de verbas na Assembleia foi investigado nas Operações Metástase e Célula Mãe ocorrido na gestão do ex-deputado José Riva. No esquema, segundo o MPE, foram desviados mais de R$ 2 milhões da chamada verba de suprimentos. Leia mais sobre o assunto aqui.

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta