Democratas autoriza candidatura de Mauro Savi, preso por desvios do Detran

O Democratas (DEM) autorizou que o deputado estadual Mauro Savi, preso preventivamente desde o dia 9 de maio, se candidate à reeleição neste ano. O documento registrado em cartório é assinado pelo presidente da sigla em Mato Grosso, deputado federal Fábio Garcia.

No texto, datado de terça-feira (31), o partido ressalta que a candidatura ainda precisará ser homologada na convenção estadual, que ocorre no sábado (4), em Cuiabá. Se tiver seu nome aprovado, o deputado pode usar isso como argumento para deixar a cadeia.

De acordo com o professor em Direito Eleitoral e membro da Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso (OAB/MT), Hélio Ramos, uma vez com o registro de candidatura em mãos, Mauro Savi “poderá usá-lo para derrubar a prisão ou relaxá-la, com outras restrições, para que ele possa exercer sua campanha no mesmo patamar de igualdade que outros candidatos”.

Para o jurista, o deputado não deve ter problemas em conseguir registro de candidatura, já que trata-se de uma prisão preventiva e não por condenação em segunda instância. O prazo para o requerimento começa no dia 5 e termina no dia 15 de agosto.

Mauro Savi está em seu quarto mandato como deputado estadual e, em 2014, foi o mais votado, recebendo mais de 55 mil votos. Ele é acusado de ser um dos líderes do esquema de pagamento de propina com dinheiro desviado do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Powered by WP Bannerize

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta