Savi acumula HCs negados e ficará fora das eleições

Enquanto o DEM marcou para o dia 4 de agosto a convenção partidária na qual serão oficializados os nomes dos candidatos nas eleições deste ano, o deputado estadual Mauro Savi, filiado ao partido há 4 meses, continua preso no Centro de Custódia da Capital, contabilizando derrotas na Justiça com vários pedidos de habeas corpus negado.

Isso significa que o deputado mais votado nas eleições de 2014, quando estava filiado ao PSB, está cada vez mais próximo de ficar fora da disputa eleitoral. A menos que ele consiga um habeas corpus nos próximos dia, antes da convenção do DEM.

Nas reuniões entre as lideranças democratas, o nome de Savi sequer tem sido citado. No dia 9 de agosto, caso não consiga deixar a cadeia, Savi completará 3 meses de prisão.

Ele foi alvo da 2ª fase da Operação Bereré, deflagrada pelo Gaeco para desmantelar um esquema de propina que movimentou mais de R$ 30 milhões junto ao Detran-MT por meio de contrato com a empresa EIG Mercados. Além, de Savi, outros 6 deputados foram investigados pelo Gaeco e denunciados na Justiça juntamente com outras 51 pessoas.

Além de responderem por constituição de organização criminosa, aos denunciados foram imputados os crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e fraude em licitação.

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta