PTB aguarda definição de Wellington Fagundes, mas garante manter apoio

Líder da sigla em Cuiabá negou estar negociando com Mendes para composição na majoritária

O PTB de Mato Grosso decidiu manter apoio à pré-candidatura ao Governo do senador Wellington Fagundes (PR), mesmo após a saída do MDB do grupo. A informação é do presidente da sigla em Cuiabá, Roberto Bezerra. No Estado, o partido é comandado pelo ex-prefeito de Cuiabá Chico Galindo.

Segundo ele, apesar de considerar a perda do MDB como um baque para a chapa de Fagundes, o PTB decidiu manter a palavra dada ao senador.

“O MDB é um grande partido, o maior do Brasil, com maior tempo de televisão. E perder uma legenda dessa envergadura é um baque. O MDB é um partido muito importante para qualquer projeto político. Com certeza foi uma grande perda. Mas eu vejo que se o Wellington tem intuito de tocar o barco para frente, ele tem que manter”, disse Roberto Bezerra.

“Temos feito o nosso papel, de garantir que vamos com ele. Temos mantido isso. Mas essa decisão de ser candidato é exclusiva dele. Até a última reunião que ele teve com o Chico Galindo, a decisão era de manutenção da candidatura”, afirmou.

Roberto Bezerra, que é pré-candidato a deputado estadual, disse que o PTB espera, agora, que Wellington confirme se continuará na disputa.

“Nós temos um encaminhamento com o Wellington, uma parceria que nasceu com a eleição do prefeito Emanuel Pinheiro. Mas deu uma parada, por conta do MDB ter ido para o Mauro. Então, a gente não sabe se vai ter uma decisão do Wellington de continuar mantendo a candidatura, mas enquanto mantiver, o que a gente acordou com ele está fechado”, disse.

Ele negou que o PTB esteja negociando com o também pré-candidato Mauro Mendes, a quem o MDB se aliou.

“Com o Mauro ainda não tivemos nenhum diálogo. Mas é um momento de diálogo político. Estamos abertos para conversar com os grupos, como sempre fizemos. Nós temos dialogado com todos os partidos planejando a coligação à proporcional [deputado estadual e federal]. Mas na questão majoritária, com o grupo do DEM, ainda não foi falado”, completou.

Fonte: Midia News

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta