“Não vão nos calar”, diz governador sobre adversários que tentam barrar redes sociais

Em nova publicação na noite de sexta, Taques reafirmou que não deixará de usar os canais diretos de comunicação com a população

O governador Pedro Taques (PSDB) usou as redes sociais novamente na noite desta sexta-feira (20/07) para manifestar seu descontentamento com adversários políticos que buscam na Justiça Eleitoral barrar as suas publicações. Segundo o comandante do Palácio Paiaguás, que é o político mato-grossense mais seguido e mais ativo nas redes sociais, os pré-candidatos ao Governo de Mato Grosso ficam incomodados com a popularidade demonstrada pelo número de pessoas que o seguem e por isso estão tentando calar a sua voz.

“Eles não conseguirão nos calar. Ao invés de se preocuparem em criar e manter canais de diálogo e participação, a exemplo do que eu faço ininterruptamente desde que virei político no ano de 2010, pré-candidatos ao Governo do Estado trabalham para me calar. Mas, repito: eles não conseguirão”, disse o governador no Facebook.

Taques segue a postagem lembrando que foi informado que, mais uma vez, buscaram na Justiça que ele exclua postagens do Facebook. Ação semelhante já havia sido protocolada pelo PDT, partido que deve apoiar Mauro Mendes (DEM) neste pleito, que por conta da eleição reativou a conta no Facebook que estava desativada desde 2012.

Mais popular entre os pré-candidatos nas redes sociais, Taques segue o post, dizendo: “Sabem qual é a alegação? Igualdade de condições entre aqueles que eventualmente serão candidatos ao cargo que ocupo hoje com muito orgulho. Estão corretos ao citar que tenho 2,9 mil visualizações em uma única postagem no Face e que minha página tem mais de 160 mil curtidas. Mas, não mencionam que, se hoje sou o político com mais seguidores em Mato Grosso, é porque utilizo as redes sociais como uma ferramenta de trabalho, de inclusão e aprimoramento das nossas ações”, escreveu.

Ainda na mensagem desta sexta, o governador afirma que acredita que a atividade política se faz todos os dias e é desse modo que atua na internet. “Não apaguei meu perfil ou abandonei meus seguidores logo depois da eleição. Dou a minha cara a tapa todos os dias, abordando os bons e os momentos delicados, sempre com transparência. Agora, infelizmente, tentam apagar meu passado para me igualar àqueles que somem e reaparecem em época de eleição (cheios de boas intenções)”, endossou.

Para ele, a pergunta que deve ser feita pelos pré-candidatos ao comando do Paiaguás, é: “Devemos nos igualar para baixo? Estão insistindo tanto neste assunto, tentando criar uma sensação de que estamos agindo fora da lei. Quero deixar claro que continuo respeitando e cumprindo todas as decisões da Justiça. Aliás, espontaneamente tomamos todas as medidas dentro e fora do Governo para atender as vedações eleitorais”, disse.

Para concluir, Taques reafirma que continua acreditando no espírito de diálogo construído com muito trabalho nas redes. “Eu não vou desistir de trabalhar, informar e ouvir o que vocês tem a dizer. Bora pra luta”.

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta