Em jogo espetacular, Bélgica vira sobre o Japão no último lance e pega o Brasil

Japão surpreende, marca dois gols no início do segundo tempo, mas a Bélgica marca aos 48 minutos, consegue a virada, e enfrenta o Brasil nas quartas

A partida entre Bélgica e Japão tiveram dois tempos muito destindos. Na primeira etapa, o jogo foi morno, com poucas chances claras de gol e terminou em 0 a 0. Depois do intervalo, os asiáticos abriram uma vantagem de dois gols, mas os europeus reagiram, empataram no meio da segunda etapa e conseguiram a virada no último lance da partida. Com o resultado, os belgas vão ser os adversários do Brasil nas quartas de final da Copa do Mundo .

Bélgica x Japão
FIFA/ Divulgação

Bélgica x Japão

O jogo

Bélgica x Japão
FIFA/ Divulgação

Bélgica x Japão

Para surpreender a Bélgica, o Japão começou a partida marcando pressão, impedindo que o adversário saisse tocando a bola e criando boas chances de logo. Logo no primeiro minuto de partida, Kagawa recebeu na entrada da área, abriu espaço para o meio, mas a finalização passou perto de Courtois e foi para a linha de fundo.

Com a boa marcação japonesa, os belgas não conseguiam criar nenhuma chance de gol. Nem com grandes craques do futebol como Hazard, De Bruyne, Lukaku e Mertens, os europeus conseguiram dominar a partida logo no começo. A seleção só começou a crescer e mandar na partida a partir dos 20 minutos de partida.

Aos 24, Lukaku recebeu grande lançamento na área e até conseguiu dominar, mas Yoshida estava na cola do artilheiro belga e conseguiu atrapalhar o atacante, que ficou sem o controle da bola.

Três minutos depois foi a vez de Hazard puxar para o meio e mandar uma bomba de fora da área. O goleiro japonês foi muito seguro para fazer uma boa defesa e mandar pela linha de fundo.

Aos 35, foi a vez de a Bélgica ter uma chance que não havia tido durante todo o primeiro tempo: espaço para o contra-ataque. Depois de vacilo de Hasebe, Hazard recebeu passe já dentro da área, mas foi travado Yoshida na hora de virar para finalização. No rebote, Witsel tentou chutar de primeira e mandou para fora.

A partida ja se encaminhava para o empate até o intervalo, quando Courtois quase entregou. Inui recebeu na esquerda e arriscou de perna direita. Osako tentou dominar no meio do caminho, mas a bola escapou e foi rolando até o goleiro belga. No entanto, o arqueiro deixou a bola escapar, ela passou de baixo das suas pernas e quase acabou entrando no gol. Seria um frango histórico.

O segundo tempo começou frenético, assim como o primeiro. O diferente foi que dessa vez os japoneses conseguiram concluir as oportunidades e abiram o placar logo aos 2 minutos. Em contra-ataque rápido, Kagawa lançou para Haraguchi. Vertonghen falhou ao tentar estucar a perna para fazer o corte. O camisa 8 do Japão entrou na área e finalizou cruzado para vencer o goleiro e dar a vantagem no placar para o Japão.

Japão
FIFA/ Divulgação

Japão

Depois minutos depois, veio a resposta da Bélgica. Hazard recebeu grand epasse perto da marca do pênalti, mas a fizalização do meia explodiu na trave japonesa e não entrou. Era tudo o que a Bélgica poderia querer.

O castigo não demorou muito para vir. Aos 6 minutos, Kagawa aproveitou rebote da zaga belga e afastou mal, fintou o marcador e tocou para Inui. O meia arriscou de longe e acertou o cantinho de Courtoius, que se esticou todo mas não conseguiu chegar em uma finalização de extrema precisão.  O segundo gol foi um balde de água fria na equipe belga.

A seleção europeia demorou para conseguir botar a cabeça no lugar e ir buscar o empate que levaria a partida para a prorogação. Assim, a seleção precisou contar com a sorte para diminuir a vantagem japonesa.

Aos 23 minutos, Kawashima tentou afastar de soco a cobrança de escanteio, a defesa japonesa mandou para o alto e ela acabou sobrando para Vertonghen na lateral da área. O zagueiro deu uma testada na bola para mandá-la para o meio da área, mas ela acabou encobrindo o goleiro e entrando totalmente sem querer no gol japonês.

Precisando de pelo menos mais um gol, a Bélgica se motivou e partiu para o ataque. O empate não demorou para sair: veio apenas cinco minutos depois do primeiro. Hazard cruzou na área, o Fellaini usou todos os seus 1,94m de altura para ganhar da defesa pelo alto e mandar para o fundo da rede.

Depois de reagir e conseguir o empate, a Bélgica diminuiu a intensidade e as duas equipes tiveram boas chances de marcar o terceiro e não levar a partida para a prorrogação.

Aos 38 minutos, Honda apareceu em velocidade entre os zagueiros, recebeu bom passe e tentou a finalização cruzada. Kompany se recuperou bem e se atirou na bola para desviar e mandar pela linha de fundo.

Lukaku teve uma grande oportunidade de virar o placar aos 40 minutos. Depois de Chadli cabeceiar, e Kawashima dar rebote em uma grande defesa, Lukaku apareceu quase na pequena área e subiu mais algo que os defensores. O goleiro novamente voou para evitar o gol da Bélgica.

O Japão ainda teve duas boas chances de vencer a partida, mas Courtois salvou. Primeiro Nagatomo apareceu nas costas da zaga e o goleiro fez uma defesa providencial. Na sequência, Honda cobrou falta com muito perigo e o arqueiro teve que se virar para evitar o gol.

No último minuto da partida veio o contra-ataque mortal que classificou a Bélgica. De Bruyne partiu em velocidade, tocou com Meunier na direita, que cruzou rasteiro. Lukaku viu bem a chegada de Chadli na segunda trave, fez um lindo corta-luz e o meia só teve que empurrar a bola para o gol.  Que virada!

Com a virada, a Bélgica se classificou para as quartas de final da Copa do Mundo e vai encarar o Brasil em busca de uma vaga entre os quatro melhores. A partida ocorre na próxima sexta-feira, às 15 horas, em Kazan.

Fonte: IG esporte

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta