Prefeitura orienta usuários e condutores quanto à acessibilidade dos novos pontos de ônibus

A estruturada foi desenvolvida seguindo as normas da ABNT para espaços e equipamentos urbanos

Os novos pontos de ônibus da Capital, projetados considerando uma alta tecnologia e sustentabilidade, também levam em consideração a acessibilidade para cadeirantes e pessoas que sofrem com a obesidade. Para garantir o conforto e uma trafegabilidade segura para estes usuários que já desfrutam da nova parada instalada nas proximidades do Pantanal Shopping, a Prefeitura de Cuiabá, junto à empresa Edificatto Arquitetura, desenvolveu um acesso planejado, posicionado na parte traseira dos contêineres. A localização da entrada é estratégica, feita em conformidade com a lei e visa coibir o tráfego de passageiros na parte frontal do espaço, destinado exclusivamente para o trânsito da frota.

“Essa estrutura não foi pensada levianamente. Projetamos os pontos considerando todas as variáveis de conforto, segurança e trafegabilidade. É por isso que estamos reforçando a nossa orientação para a população, a fim de refrear uma cultura comum entre os cuiabanos de que o acesso deva ser feito pela frente, onde de fato há um perigo maior para o usuário. Esses novos conceitos e metodologias voltados para o uso do transporte público não trazem apenas espaços abrigados em virtude das intensas condições climáticas que temos em Cuiabá. Estes abrigos contam com portas de entrada e saída específicas, para que haja total segurança ao passageiro – exatamente como fizemos na Estação Alencastro. Sabemos que os modelos antigos condicionaram certos hábitos sociais, mas queremos desenvolver uma nova concepção para todos. A parte frontal dos contêineres é direcionada para os ônibus, que ao se aproximarem dos pontos, precisam estar posicionados no mesmo nível de altura da estrutura, que fora projetada daquela forma para que não haja desníveis – o que naturalmente inviabilizaria o acesso de cadeirantes e obesos”, alertou o secretário municipal de Mobilidade Urbana, Antenor Figueiredo.

Para auxiliar os usuários nessa nova cultura, a Secretaria realizou algumas pequenas adequações de engenharia, garantindo maior segurança e uma acomodação melhor para que os ônibus se alinhem junto à mesma altura do contêiner. Em se tratando da acessibilidade dos passageiros, a Edificatto, empresa responsável pela concepção do design de toda a estrutura, salienta a importância dos passageiros acessarem o espaço de maneira correta, considerando também que todas as diretrizes necessárias foram observadas na execução da rampa de acesso.

“O conforto e a tranquilidade dos usuários é a nossa prioridade em toda a produção do design desse novo conceito. Desde a utilização de materiais recicláveis à instalação de placas térmicas, do jardim suspenso e dos pontos de recarga por USB, tudo fora executado com precisão, a fim de repensar o uso do transporte público em Cuiabá. E como parte disso, a acessibilidade foi estruturada por meio de uma rampa que segue as normas da ABNT para espaços e equipamentos urbanos, a NBR 9050, com 8,33% de inclinação – porcentagem adequada para o tráfego de cadeirantes. O que queremos garantir é que tudo está de acordo com a regulamentação nacional, respeitando as necessidades e particularidades de cada passageiro, com espaços direcionados para a acomodação de obesos e PCDs, enquanto aguardam o seu ônibus”, concluiu Gabriely Matos, representante Edificatto Arquitetura.

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta