CASA DOS HORRORES: Mauro Mendes estranha criação de CPI na Câmara

Duas CPIs criadas esta semana na Câmara de Cuiabá vão investigar a gestão de Mauro Mendes, que deve ser candidato ao governo

A eleição para o Governo do Estado está movimentando a Câmara de Cuiabá. Uma semana após ter anunciado que está trabalhando na construção de sua candidatura rumo ao Palácio Paiaguás, o ex-prefeito Mauro Mendes (DEM) virou alvo de duas Comissões Parlamentares de Inquérito (CPI) no Parlamento Municipal.

Ambos os processos investigatórios foram protocolados na última quinta-feira (21) e visam apurar fatos que ocorreram durante o período em que o democrata esteve à frente do Alencastro, especificamente na área da Educação.

As CPIs foram propostas pelos vereadores Luis Claudio (PP) e Marcrean dos Santos (PRTB), e irão investigar medições “fantasmas” em obras da Secretaria Municipal de Educação, e a contratação de um sistema informatizado, também realizado por parte da pasta.

O ex-prefeito Mauro Mendes recebeu com estranheza a proposta na Câmara de Cuiabá de abertura de duas Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs), às vésperas da Campanha Eleitoral, para apurar atos ocorridos em sua gestão na Prefeitura de Cuiabá. Apesar de citar que possui segurança e transparência em relação a todos os atos realizados enquanto chefe do Poder Executivo municipal, o virtual pré-candidato ao governo pondera ao que muitas atitudes com repercussão política têm ocorrido, após a admissão dele da possibilidade de concorrer às eleições deste ano.

Vale lembrar que, ainda tramitam na Casa de Leis outras três CPIs. Com isso o Parlamento cuiabano já chegou ao seu limite com 5 investigações simultâneas, conforme o próprio regimento interno do Legislativo municipal.

Também foi criado nesta quinta-feira (21), uma Comissão Parlamentar de Inquérito para apurar possíveis irregularidades no repasse do Executivo aos Hospitais Filantrópicos. O requerimento é de autoria do vereador Renivaldo Nascimento (PSDB).

Já na semana passada, foi criada uma para apurar supostas irregularidades na Pasta, a pedido do vereador Abílio Junior (PSC). Entre os pontos que devem ser investigados está a falta de medicamentos nas unidades de saúde.

Além disso, existe na Câmara Municipal a chapada CPI do Paletó, que que investiga o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), que foi gravado recebendo maços de dinheiro do Silvio Cesar Correa, ex-chefe de gabinete do ex-governador Silval Barbosa. Esta investigação, entretanto está suspensa pela Justiça.

Fonte: DC

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta