CBF envia carta à Fifa para reclamar do não uso do VAR na estreia da seleção

Ofício enviado à Comissão de Arbitragem da Fifa visa manifestar estranheza pela dispensa do árbitro de vídeo e entender critérios para o uso do recurso

Gabriel Jesus no lance em que a seleção brasileira reclamou de pênalti; para Fifa, lance foi normal
André Mourão/MoWA Press – 17.6.18

Gabriel Jesus no lance em que a seleção brasileira reclamou de pênalti; para Fifa, lance foi normal

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) confirmou na segunda-feira (18) que enviará uma carta à Comissão de Arbitragem da Fifa para cobrar esclarecimentos sobre o não uso do árbitro de vídeo (VAR) em lances controversos da estreia do Brasil na Copa do Mundo, no empate contra a Suíça por 1 a 1 , no domingo (17).

O ofício visa “manifestar estranheza” da CBF com o fato de o assistente de vídeo não ter sido acionado após o zagueiro Miranda ter sido empurrado no lance do gol de empate da Suíça. A entidade brasileira também pede esclarecimentos sobre quais são os critérios adotados para a utilização desse recurso, que já revisou decisões da arbitragem neste Mundial.

Jogadores e comissão técnica evitaram polemizar em cima da arbitragem ao deixar a Arena Rostov após o jogo de ontem, mas também não esconderam que consideraram que houve falta em cima de Miranda . Os brasileiros também reclamaram de suposto pênalti em cima de Gabriel Jesus no segundo tempo.

A Fifa, no entanto,  considerou que a arbitragem do mexicano César Ramos foi boa e que não houve falta  nos lances reclamados pelos brasileiros. A entidade apenas considerou um erro o fato de a suposta falta em Miranda ter sido reexibida em plenos telões da Arena Rostov, o que contraria as orientações oficiais. Neymar chegou até mesmo a apontar para o telão para pedir que o árbitro reanalisasse o lance do gol suíço.

Seleção retoma treinos após estreia

Nesta segunda-feira, os jogadores da seleção brasileira voltaram aos treinos no campo principal do centro de treinamento no Brasil, em Sóchi. O grupo que começou o jogo contra os suíços fez trabalhos individualizados.

Alguns jogadores foram para o campo, enquanto outros fizeram recuperação entre a fisioterapia e a academia. Os atletas reservas trabalharam com bola sob os olhares do técnico Tite e seus auxiliares. Todo o período de atividade do dia foi acompanhado pela imprensa.

Neymar, Thiago Silva e Paulinho não foram a campo e fizeram os procedimentos regenerativos pós-jogo normalmente nas dependências da concentração. De acordo com a CBF , nenhum dos três atletas preocupa para a sequência da semana.

Fonte: IG esporte

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta