PF faz diligências em factoring de delator

Agentes da Polícia Federal estiveram no Grupo FMC, onde funciona a factoring do empresário Frederico Muller Coutinho, na manhã desta segunda-feira (18), em Cuiabá. A informação levantada por esta coluna aponta que tratou-se apenas de diligências e não uma operação policial. Não se sabe, no entanto, a qual caso investigado pela PF que as diligências estão relacionadas.

Frederico Muller foi delator na 1ª fase da Operação Sodoma, deflagrada pelo Gaeco e Defaz para desarticular diferentes esquemas de corrupção que envolviam pagamento de propina e lavagem de dinheiro que resultaram em prejuízos de milhões de reais aos cofres do Estado na gestão do ex-governador Silval Barbosa.

Sua factoring teria sido usada para lavar R$ 500 mil em propina recebida pelo procurador aposentado, Francisco Gomes de Andrade Lima Filho, o Chico Lima. Coutinho foi prestou depoimentos à Polícia Civil na época e relatou que Chico Lima levou 6 cheques no valor de R$ 83,3 mil cada um.

O grupo FMC está em recuperação judicial desde 2014 e é composto pelas empresas FMC Cobranças Ltda ME, AMC – Assessoria e Cobrança Ltda – ME, Garantia Assessoria e Cobrança Ltda – ME, e Garantia Locação para Festa e Eventos Ltda – ME.

Fonte: GD

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta