Prefeitura realiza força-tarefa e garante abastecimento de medicamentos até terça-feira

Os servidores do Centro de Distribuição de Medicamentos e Insumos (CDMIC) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) aproveitaram o ponto facultativo da segunda-feira (28) e realizaram uma força-tarefa para abastecer as unidades de saúde da Capital com medicamentos e insumos suficientes para suprir as demandas até a próxima terça-feira (05).

De acordo com a diretora de Logística e Suprimentos do CDMIC, Luciana Franco, o objetivo da ação foi adiantar as rotas visando garantir que a distribuição não seja prejudicada pelo feriado prolongado de Corpus Christi (quinta-feira, 31) e pela instabilidade de locomoção gerada pela Greve Nacional dos Caminhoneiros, onde há dez dias a categoria luta pela redução dos valores dos combustíveis no Brasil.

“Já havíamos programado o feriado prolongado, mas com a instabilidade gerada pela luta dos caminhoneiros contra os valores dos combustíveis, decidimos nos prevenir e fazer uma força-tarefa para entregarmos toda a rota da semana e, com isso, garantirmos o abastecimento das unidades até a próxima terça-feira (05)”, frisou Luciana.

Ao todo, cerca de 40 servidores participaram do ato, que teve início no ponto facultativo (segunda, 28) e foi concluído na manhã de terça-feira (29). Para a diretora, o sucesso da ação se deu à garra e organização da equipe multiprofissional, que não poupou esforços e venceu todas as dificuldades de locomoção.

“Vencidos os entraves de combustível dos veículos oficiais, a própria equipe se organizou para se deslocar de suas residências até o CDMIC. Os que estavam com os carros abastecidos ofertaram carona aos que não tinham e aos que dependiam de ônibus. Uma verdadeira lição de espírito de equipe em prol da população cuiabana”, concluiu a diretora do CDMIC.

SEM RISCO DE DESABASTECIMENTO

De acordo com o secretário-adjunto de Gestão, Flávio Taques não há riscos de desabastecimento de medicamentos e insumos no Sistema Único de Saúde de Cuiabá (SUS) por conta da greve.

Segundo ele, a Secretaria de Saúde de Cuiabá segue buscando normalizar o abastecimento de medicamentos na Capital. “A exemplo da força-tarefa realizada pelo CDMIC, estamos atuando firmes também na esfera da Assistência Farmacêutica relacionada à aquisição. Para isso foram convocados 12 farmacêuticos da SMS para análise técnica de mais de 200 medicamentos. O objetivo foi habilitar o fornecedor tecnicamente, prevendo se ele atenderia toda a exigência de documentos previstos no edital”, explicou o adjunto.

Ainda conforme Flávio Taques, os trabalhos dos técnicos já estão sendo sentidos pela população e causarão maior impacto já na primeira quinzena de junho. “Com o trabalho na Assistência Farmacêutica, conseguimos empenhar e emitir ordem de fornecimento no valor de R$ 5,1 milhões para 27 fornecedores no tocante ao pregão nº 001 de 2017, o que proporcionou suprir a demanda emergencial dos medicamentos e insumos. Além disso, conseguimos empenhar e encaminhar ordem de compra para 22 fornecedores no valor de R$ 5,5 milhões referentes ao pregão nº 006 de 2018 (130 milhões). Este último resultou na homologação de 318 medicamentos e a previsão de entrega é, também, para a primeira quinzena de junho”, finalizou Flávio Taques.

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta