Temer desiste de reeleição, apoia Meirelles candidato e avisa: ‘é bom concordar’

Pronunciamento foi feito hoje, em um evento do MDB; presidente disse que aqueles que não apoiarem o ex-ministro da Fazenda devem deixar o partido

De olho na corrida pela Presidência da República, Michel Temer tem levado o ex-ministro Henrique Meirelles, a eventos
Beto Barata/PR – 26.6.17

De olho na corrida pela Presidência da República, Michel Temer tem levado o ex-ministro Henrique Meirelles, a eventos

O presidente da República, Michel Temer , aproveitou um evento do MDB, nesta terça-feira (22), para anunciar a sua decisão de não concorrer à Presidência nas eleições de outubro deste ano. Ainda em seu pronunciamento, o presidente apresentou o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles como o candidato do partido ao pleito.

“Tenho enorme prazer de dizer que ficarei orgulhosíssimo se um dia Meirelles for proclamado, pelo voto popular, presidente da República Federativa do Brasil”, declarou. “Meirelles, você tem todas as condições para estar à frente não só de nosso partido, mas da própria campanha eleitoral”, disse ele, definindo, portanto, que não tentará se manter na Presidência .

As declarações foram feitas durante um encontro do presidente com seus aliados, na apresentação do documento do “Encontro com o Futuro” – uma plataforma de governo do MDB.

Ainda em seu discurso, Temer foi enfático ao dizer que os integrantes do MDB devem apoiar a candidatura de Meirelles e que não há espaço para divergências internas no partido, que possam prejudicar a campanha. Segundo ele, quem estiver insatisfeito deve se desfiliar.

“Pode haver divergência, mas divergência que será resolvida até a convenção nacional. Mas, vamos parar com essa história de ‘ah, não. Mas eu não. Eu vou para tal lugar. Eu não apoio o Meirelles. Eu não apoio fulano.’ Não pode. Então, saia do partido”, esclareceu o presidente.

Segundo fontes do governo, Temer teria tentado, com a campanha ‘O Brasil voltou, 20 anos em 2’, ganhar um fôlego nas pesquisas de intenções de voto e melhorar a sua imagem, mas o esforço teve efeito contrário – até por conta do controverso slogan escolhido.

Meirelles candidato à Presidência

O ex-ministro se filiou ao MDB no início de abril, deixando o comando da Fazenda, com a expectativa de se lançar como concorrente ao Planalto. Desde então, ele vinha aguardando a decisão de Temer sobre concorrer ou não às eleições, reconhecendo que o presidente teria prioridade na espécie de ‘linha sucessória’.

No ato da filiação de Meirelles, foi apresentado um cartaz em que aparece ao lado do presidente Michel Temer à frente da bandeira do Brasil, com os dizeres “Nossa união nos fortalece”. Também foi tocado o jingle: “M de Michel, M de Meirelles, M de MDB”.

“Tenho um projeto de candidatura a presidente”, admitiu Meirelles a jornalistas na ocasião, sem especificar nada, nem mesmo quem iria encabeçar uma chapa com ele.

“Agora, entrando no partido, vamos discutir os próximos passos e, evidentemente, qual é a melhor composição partidária visando a evitar que o Brasil volte a ter políticas populistas e políticas que levaram o Brasil à maior recessão da história”, completou.

Já dando indícios de sua decisão sobre a Presidência , o presidente da República começou, nas últimas semanas, a levar Meirelles para eventos públicos, como nas cerimônias de entrega de residências populares.

Fonte: Último Segundo

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta