Em 2 anos, Temer teve mérito de reorganizar economia

Mas não completou ajuste, que puniu mais pobres

Em dois anos de governo, o presidente Michel Temer teve o mérito de reorganizar a economia. A ex-presidente Dilma apertou todos os botões que podia para desorganizar a economia.

Na gestão Temer, os juros caíram, apesar de a taxa real ainda ser alta. A inflação baixou. Não há mais maquiagem nas metas fiscais.

No entanto, ele não completou a agenda de reformas econômicas nem o ajuste fiscal prometido. A regra que estabelece um teto para o crescimento dos gastos públicos dependerá de um rigor fiscal. Para isso, a reforma da Previdência seria fundamental. Ela não foi realizada.

A administração Temer deu reajustes ao funcionalismo e ampliou gastos. Fez uma política econômica conservadora, que deixou a conta mais pesada no ombro dos mais pobres. Houve retrocesso social, como mostram os 13,7 milhões de desempregados do país.

O episódio do slogan “O Brasil voltou, 20 anos em 2” virou piada por evocar o atraso, o retrocesso. É resultado do marketing ruim do governo. A comunicação de Temer não é boa. Dizer que tirou o Brasil do vermelho é puro anticomunismo fora de moda. Essa foi uma das falas do presidente num evento hoje no Palácio do Planalto para celebrar dois anos de governo, completados em 12 de maio. Num discurso longo, defensivo, ele vendeu o seu peixe.

Fonte: Blog do Kennedy

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta