Irmão de Paulo Taques se entrega ao Gaeco após ser declarado foragido

Pedro Jorge Zamar Taques, irmão do ex-secretário de Casa Civil, Paulo Taques, se entregou no fim da manhã desta quarta-feira (9) ao Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco). Ele era considerado foragido na Operação Bônus.

Agentes do Gaeco estiveram na residência do advogado e não o localizaram. O escritório que tem Paulo Taques e Pedro Jorge como sócios foi alvo de mandado de busca e apreensão.

Segundo informado pelo Ministério Público, a operação Bônus é resultado da análise dos documentos apreendidos na primeira fase da Bereré, dos depoimentos prestados no inquérito policial e colaborações premiadas.

A Bônus tem como objetivo desmantelar organização criminosa instalada dentro do Detran para desvio de recursos públicos.

Foram expedidos, pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso, 06 mandados de prisão preventiva e 05 de busca e apreensão em Cuiabá, São Paulo e Brasília. As ordens partiram do desembargador José Zuquim Nogueira.

Dos 6 mandados de prisão, 5 já foram cumpridos. Além de Paulo Taques, estão presos o deputado estadual Mauro Savi, que também foi afastado do Parlamento Estadual e os empresários Roque Anildo Reinheimer, Claudemir Pereira dos Santos, vulgo “Grilo” e José Kobori. Todos estão sendo encaminhados ao Gaeco e, à tarde, passarão por audiência de custódia.

Participaram da operação “Bônus” o Núcleo de Ações de Competência Originária (Naco) Criminal e o Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco).

Fonte: GD (Arthur Santos e Pablo Rodrigo)

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta