Condutores serão multados a até 2 km de distância de radares em VG

Condutores poderão ser multados a até 2 km do radar

Os condutores que circulam em Várzea Grande devem ficar atentos aos 2 radares móveis que passarão a funcionar a partir de julho nas principais vias da Cidade, com o objetivo de coibir o excesso de velocidade no trânsito. Os radares possuem capacidade de medir a velocidade dos automóveis que estejam a até 2 km de distância do aparelho.

A expectativa é que o elemento “surpresa” eduque os condutores de veículos e motocicletas e impeça o uso de novos equipamentos, segundo o secretário interino de Defesa Social e comandante da Guarda Municipal, Evandro Homero Dias.

Ao todo, a Prefeitura de Várzea Grande licitou o aluguel de 8 equipamentos medidores de velocidade do tipo estático/portátil (conhecido por radares) da empresa LT Comercial Ltda. O valor do aluguel é de R$ 704 mil pelo período de 12 meses.

“Vamos pedir 2 equipamentos para iniciar a operação e ver como será o comportamento do condutor com a chegada deles. Às vezes, não há a necessidade de se pedir 8, pois com 2 poderemos conseguir diminuir os índices de alta velocidade”, disse o comandante em entrevista ao Gazeta Digital.

Atualmente, as avenidas de Várzea Grande que registram maior índice de ocorrências são: FEB, 31 de Março, Filinto Müller e Ulisses Pompeo de Campos – locais onde os radares deverão operar, já que a velocidade máxima permitida nessas vias é de 60 Km/h, mas não é respeitada.

O comandante explica que, com este modelo de aparelho, o guarda municipal não precisará apontar para o veículo que deseja medir a velocidade. Basta deixar o aparelho sobre o tripé em um canteiro, que ele medirá a velocidade de um veículo que estiver a uma distância de até 2 km.

“O radar tem alcance de 2 km e o condutor não vai saber onde ele estará. Então, ele tem que andar dentro da velocidade permitida em toda a cidade, caso contrário ele pode ser surpreendido com esse equipamento na via e aí é multa”, disse.

As multas variam de R$ 132 a R$ 880, de acordo com a velocidade excedida. Em caso de excesso de 20% da velocidade permitida na via, a multa será de R$ 132. Nos casos de excesso entre 20% a 50%, a multa será de R$ 163. Já nos casos de velocidade acima de 50% do estabelecido, a multa será de R$ 880.

“Queremos conscientizar o condutor, porque o limite de velocidade na via tem que ser respeitado. Então, se o limite é 60 km/h e o condutor estiver a 90 km/h, vai receber multa de R$ 880. Na Avenida da FEB, por exemplo, 95% dos veículos que ali trafegam estão acima dos 90 km/h e isso não pode ocorrer”, afirmou.

O comandante explica ainda que os radares só não serão colocados em funcionamento antes de julho em razão do tempo necessário para a entrega dos equipamentos alugados – e a capacitação dos guardas que irão manusear os aparelhos. Ao todo, a guarda municipal possui 146 profissionais.

“São 40 dias para entrega do equipamento, mais 20 dias de capacitação. Esse é o tempo necessário para por os radares para funcionar. Por isso, será em julho. Se não fosse por isso, iniciaríamos a operação antes”, esclareceu.

Redução de acidentes – O comandante aproveitou ainda para rebater as possíveis acusações de que a implantação dos radares seria uma forma de arrecadar recursos para o Município, uma vez que os valores obtidos com as multas são revertidos em melhorias na Cidade.

Ele diz que a implantação dos radares busca apenas reduzir os índices de violência e auxiliar na economia dos recursos da Saúde, que são gastos com pacientes oriundos de acidentes no trânsito. De cada 5 acidentes registrados, 4 envolvem motociclistas, segundo o comandante.

Cada paciente encaminhado ao Pronto-Socorro do Município, considerado em grau moderado, custa em torno de R$ 12 mil a R$ 15 mil à Secretaria de Saúde. Já o paciente de alta complexidade custa entre R$ 90 mil e R$ 100 mil.

“Se eu não fizer nenhuma notificação o mês inteiro com o radar móvel, mas conseguir não registrar nenhum acidente, já está de bom tamanho, pois esse é o nosso único objetivo”, encerrou o comandante.

Fonte: GD

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta