PF aponta custo de R$ 150 mil com prisão de Lula e pede transferência do petista

Superintendência da Polícia Federal enviou ofício “urgente” à juíza Carolina Lebbos em que delegados relatam gastos elevados, “grande dificuldade” para manter serviços e citam ainda a “possibilidade de episódios de violência”

Dilma Rousseff e petistas em frente à Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde Lula está preso
Ricardo Stuckert – 23.4.18

Dilma Rousseff e petistas em frente à Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde Lula está preso

Os delegados da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba enviaram nesta terça-feira (24) um ofício “urgente” à juíza Carolina Moura Lebbos, da 12ª Vara Federal, pedindo a transferência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Condenado a 12 anos e 1 mês de prisão na Lava Jato , o petista está detido numa sala do quarto andar do prédio da PF desde o dia 7 deste mês.

De acordo com a jornalista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo , os delegados da PF relatam no pedido de transferência que a prisão de Lula  tem acarretado custos muito elevados. A superintendência alega que há “perspectiva de gastos de aproximadamente R$ 300 mil” por mês para manter o petista no local. O valor é resultado de uma projeção feita com base nos R$ 150 mil que já foram gastos pela Polícia Federal em cerca de 15 dias.

Os delegados também reclamam que a presença de militantes de movimentos sociais que apoiam o ex-presidente nos arredores do prédio da PF fez com que “toda a região” tivesse sua rotina “alterada”. A situação, continuam, trouxe à corporação uma “grande dificuldade de manter os serviços à população”.

Protesto no Dia do Trabalhador preocupa a PF

Os agentes da PF afirmam também que era esperada a permanência de Lula no local “apenas por alguns dias”, e dizem haver “possibilidade de episódios de violência” nos arredores da superintendência, especialmente na celebração do Dia do Trabalhador, em 1º de Maio. “Diante da circunstância da prisão do ex-presidente da República, todos os movimentos sociais e de trabalhadores estão se organizando para trazer para Curitiba o evento principal do feriado. Em informações preliminares fala-se em uma concentração de até 50 mil pessoas”, dizem os delegados.

Há ainda no pedido enviado à juíza da 12ª Vara Federal o argumento de que o prédio da PF na capital paranaense não conta com uma sala de Estado-Maior, que é uma prerrogativa de Lula na condição de ex-presidente da República. O petista atualmente cumpre sua pena num espaço de 15 metros quadrados que conta com banheiro próprio, chuveiro com água quente e um aparelho de televisão.

O Sindicato dos Delegados de Polícia Federal do Paraná (SinDPF-PR) já  havia pedido, poucos dias após a prisão de Lula , a transferência do ex-presidente com base nos mesmos argumentos. A entidade recomendou que o petista fosse realocado em alguma unidade das Forças Armadas “que possua efetivo e estrutura à altura dos riscos envolvidos”.

Fonte: Último Segundo

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta