Pivetta dispara contra Taques e o chama de ‘vagabundo, mentiroso e mau caráter’

Aliados de outrora, Otaviano Pivetta e Pedro Taques agora trocam ofensas e disparam críticas e ataques via imprensa e redes sociais

Num áudio de 5 minutos e 55 segundos que já circula em aplicativos de celulares e redes sociais, o ex-prefeito de Lucas do Rio Verde, Otaviano Pivetta (PDT), que coordenou a campanha vitoriosa do governador Pedro Taques (PSDB) em 2014, agora chama o tucano de “vagabundo, narcisista, mau caráter, mentiroso e ladrão de siglas partidárias”.

A declaração foi uma resposta a Pedro Taques que durante entrevistas recentes chamou Pivetta de preconceituoso e o comparou a escravocratas por causa de críticas do pedetista ao programa Caravana da Transformação que consiste em percorrer algumas cidades levando serviços médicos e de cidadania aos moradores. O projeto vem recebendo críticas de adversários políticos que apontam viés assistencialista e eleitoreiro, principalmente em ano de eleições onde Pedro Taques deve buscar a reeleição.

“Eu realmente tenho preconceito. Meu preconceito é contra vagabundo, contra mentiroso, contra esses enganadores que em época de campanha política, parecem estar cheios de boa intenção e cheio de vontade de fazer o bem. Se dizem competentes porque sabem discursar, são afinados com as palavras, mas que ao longo do exercício do mandato se mostram extremamente despreparados, incompetentes. Mostra que não sabe administrar o orçamento doméstico”, ressalta Pivetta logo nos primeiros minutos da gravação.

O ex-prefeito de Lucas de Rio Verde que já teceu outras críticas à gestão de Taques durante entrevistas, agora deixa claro seu descontentamento e arrependimento de ter apoiado Taques e integrado sua equipe de transição nos primeiros meses da gestão Taques que teve início em janeiro de 2015.

Ele afirma que o governador só pensa em si próprio e gosta de usar as pessoas de boa fé para descartar depois. Pivetta vai além e lembra de esquemas de corrupção na gestão de Pedro Taques a exemplo das fraudes em licitações da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), investigadas na Operação Rêmora. Inclusive, levanta suspeição de que o tucano pode ter sido o chefe e se beneficiado com desvio de dinheiro público.

“Eu tenho preconceito contra pessoas enganadoras como este governador, tenho mesmo e vou continuar alimentando preconceito contra vagabundo, contra pessoa mal intencionada, contra usuários de pessoas de boa fé como é esse cara ai. Esse cara é um viciado, o vício dele é usar pessoas de boa fé até o esgotamento, depois que ele usa, descarta, é isso”, dispara Otaviano Pivetta.

O ex-aliado também condena as estratégias do governador de articular apoio de partidos como PSB e PSD, que nos últimos meses protagonizaram brigas internas porque algumas lideranças queriam apoiar a reeleição de Taques enquanto outras defendiam o rompimento com o governo e se recusavam integrar uma coligação que tenha Pedro Taques como candidato a governador.

“Agora ele virou ladrão de sigla partidária, essa é a nova nomeclatura que temos que dar a ele. Ladrão de sigla partidária para conseguir tempo de televisão e verba partidária para fazer a campanha dele. Se é que ele não fez o caixa através de esquemas de corrupção que se instalaram nesses 3 anos e meio dentro do governo dele, muito provavelmente comandado por ele, porque ele santo não tem nada”, diz Pivetta.

Na gravação, o pedetista faz algumas comparações de sua gestão enquanto prefeito de Lucas do Rio Verde e Taques, como, por exemplo, os investimentos na educação. Diz que o governador é um péssimo gestor e pratica maus-tratos contra alunos da rede pública que são obrigados a estudar nas piores escolas possíveis.

“Tenho uma tremenda dificuldade de tolerar sujeito mentiroso, falsário como é esse governador que está ai. Esse cara enganou todo o povo de Mato Grosso. Esse cara não tem o mínimo de sensibilidade com as crianças a não ser a filha dele. As crianças do Estado continuam estudando em escolinha de derreter crianças”, cutuca.

Por fim, Pivetta diz que demorou a perceber tudo e afirma que Taques traiu sua confiança e isso para ele é inaceitável.

“Demorei pra me manifestar porque eu esperava dele aquilo que ele sempre falou que era, um homem honesto, decente, dedicado que tinha mania de educação, que ia cuidar dos serviços essenciais do Estado. Ele não fez nada que presta, ele é populista, ele é de baixo nível, ele é narcisista. Ele se presta a cuidar da imagem dele, que aliás, é uma doença da infância, deve ter sofrido muito bullying e tá querendo resgatar isso em cima do orçamento do estado de Mato Grosso maltratando todos os mato-grossenses. Nota 0 pra esse cara. Tenho sim preconceito em relação a ele e a todo estereótipo que se pareça com ele. Esse justiceiro, que se acha mais honesto que todo mundo, quando na verdade ele é mau caráter e doente, é isso que ele é”, finaliza.

Outro lado – O Gazeta Digital tenta obter um posicionamento do governador Pedro Taques, mas até o momento nao houve qualquer manifestação em relação ao áudio de Pivetta disparando críticas e acusações contra o tucano.

Fonte: GD (Pablo Rodrigo e Welington Sabino)

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta