Entidades religiosas do Seguimento Evangélico discutem eleições 2018

As com Entidades religiosas tem o pensamento de lançar candidatura Majoritária

Em reunião na quarta-feira em um café da manhã várias lideranças Religiosas e líderes do Fenasp- Fórum Evangélico Nacional de Ação Social e Política – MT que é um Braço Político do Conselho de Pastores de Mato Groso – COMEC MT e da FAEV Frente Ampla Evangélica e suas diretorias e políticos do seguimento, reuniram para analisaram as seguintes informações, hoje com 800 mil eleitores Evangélicos no Estado com a eleição de vários vereadores, prefeitos, vice prefeito e Deputados, chegaram a conclusão que para as eleições de 2018 vão trabalhar por candidaturas Majoritárias e proporcionais, seguimento este que a muito vem sendo braço dos governos Municipais e Estadual em todas áreas, com um forte trabalho nas ações sociais, recuperação de dependente químicos, tornando-se braço na área de segurança pois ao recuperar dependentes e outros diminuem os números de crimes e latrocínios, restaurando lares destruídos em fim buscado sempre o bem da comunidade.

De acordo as lideranças, não queremos financiamentos dos poderes para nossas Igrejas e entidades de recuperação e educacional, e sim parceria para desenvolvermos estes serviços com qualidade, que infelizmente as autoridades não estão atentas a estes fatos.

De acordo Bispo Aroldo Telles, quando chega o período eleitoral, viramos a noiva da vez, são elogios e que somos importantes, e que fazemos o melhor trabalho social e etc., Disto nós sabemos não precisa nem falar, porem pós eleição, tudo esquecido até pra receber em audiência só se for agendado por um vereador ou por um deputado que tenha influencias como se estivesse fazendo um favor.

É preciso dar um basta nestas situações, enquanto o povo padece nas filas da saúde, os professores os nossos mestres com um salário devassado, policiais arriscando suas vidas e as vezes morrendo em cumprimento do dever e suas famílias ficando desamparadas, porque ganham tão pouco pelos riscos de vida que correm, assistência social quase não funciona enquanto nós nos disponibilizamos a fazer, colocando nossas estrutura a disposição para parceria não aceitam fazendo tantas formalizações burocratas para dificultar nosso acesso e nos impedindo de ajudar.

Basta chegou o momento de nos mobilizarmos em favor do povo, e como cidadão que somos com os mesmos direitos de votar e ser votados, estamos nos organizando para enfrentar as urnas e deixar o povo decidir se continua ou busca uma opção de mudança disse Telles.

Nestas últimas semanas reuniremos com dirigentes partidários para apresentar nosso projeto e proporcionar um grande ato de Filiação e apresentar uma nova via para as eleições 2018, há não ser que os partidos também não aceitem por estar comprometidos com este sistema falido.

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta