STF segura delação e PGR prevê mais operações

A demora do Supremo Tribunal Federal (STF) em compartilhar a delação premiada do ex-governador Silval Barbosa com o Ministério Público Estadual e com a CPI do Paletó instalada na Câmara de Cuiabá, só faz aumentar as especulações de que em breve novas operações policiais serão deflagradas pela Polícia Federal.

Na semana passada, em entrevista ao Gazeta Digital, o procurador-geral de Justiça, Mauro Curvo, avaliou que a demora em analisar os pedidos era motivada pela possibilidade de novas operações para elucidar os fatos narrados por Silval.

Agora, o vereador Marcelo Bussiki (PSB), presidente da CPI, cogitou a mesma hipótese por causa do parecer contrário emitido Procuradoria-Geral da República.

Bussiki se deslocou até Brasília na semana passada juntamente com Mauro Curvo e ambos conversaram com membros da PGR e com a chefe de gabinete do ministro Luiz Fux.

A demora por parte do ministro em proferir uma decisão autorizando ou negando o compartilhamento foi justificada citando o parecer da PGR que opinou pelo não compartilhamento da delação porque terá desdobramentos.

Fonte: GD

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta