Consulta ao lote residual do Imposto de Renda já começou

Para checar se a declaração foi liberada, contribuinte pode acessar a página da Receita Federal na internet ou ligar ao Receitafone pelo número 146

Segundo a Receita, liberação de restituições residuais do Imposto de Renda movimentará cerca de R$ 170 milhões
Kevin Pluck/Creative Commons

Segundo a Receita, liberação de restituições residuais do Imposto de Renda movimentará cerca de R$ 170 milhões

A consulta ao lote multiexercício de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física começa nesta quinta-feira (8). Nesta etapa, a Receita Federal inclui as restituições residuais entre os anos de 2008 e 2017. O crédito bancário destinado a 76.444 contribuintes será realizado na semana seguinte, em 15 de março, e deverá totalizar cerca de R$ 170 milhões.

Desse valor, R$ 70,5 milhões serão destinados a contribuintes com prioridade: 15.365 mil idosos e 1.375 mil pessoas com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave. Para saber se você teve a declaração do Imposto de Renda liberada, é necessário acessar a página da Receita na internet ou ligar para o Receitafone pelo número 146.

Na consulta à página da Receita, pelo serviço e-CAC , é possível acessar o extrato da declaração e checar se há inconsistências de dados identificados pelo processamento. Nesse caso, o contribuinte pode avaliar as informações incorretas e fazer a regularização por conta própria, mediante entrega de declaração retificadora.

A Receita oferece, ainda, um aplicativo para Android e iOS que simplifica a consulta das declarações do IRPF e à situação cadastral do CPF. A ferramenta também permite que o contribuinte consulte diretamente nas bases da Receita o situação sobre liberação das restituições.

A correção dos valores das restituições será feita de forma gradual a partir da Selic, a taxa básica de juros, acumulada entre a entrega da declaração até este mês. O lote de 2017 terá correção de 7,78%. Ao mesmo tempo, a correção para o lote de 2008 é de 102,07%.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá fazer o pedido pela internet, com o formulário eletrônico Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Se o valor do Imposto de Renda não for creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Fonte: IG economia – *Com informações da Agência Brasil

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta