Odebrecht entrega e-mails que “comprovam” que obras em sítio favoreciam Lula

Empreiteiro entregou ao juiz Moro 43 trocas de mensagens que, segundo sua defesa, “contextualizam a relação e as tratativas de temas referentes a Lula”

Documento da Polícia Federal mostra fotos de Lula com engenheiro Paulo Gordilho em churrasco
Reprodução/Polícia Federal

Documento da Polícia Federal mostra fotos de Lula com engenheiro Paulo Gordilho em churrasco “na fazenda de Lula”

O empreiteiro Marcelo Bahia Odebrecht entregou ao juiz Sérgio Moro uma relação de 43 e-mails trocados entre 2008 e 2013 que tratam sobre as obras realizadas no sítio Santa Bárbara , em Atibaia, no interior de São Paulo. O imóvel é atribuído ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

A defesa afirmou ao juiz de Curitiba que o empreiteiro localizou os e-mails em um HD que havia sido apreendido na Lava Jato e que ele recuperou somente no fim do ano passado, quando foi autorizado a cumprir prisão domiciliar após dois anos e meio preso na carceragem da Polícia Federal no Paraná.

“Os e-mails contextualizam a relação e as tratativas de temas diversos referentes a Luiz Inácio Lula da Silva e comprovam também pedidos de ajuda financeira para terceiros, que direta ou
indiretamente beneficiaram Lula (entre eles o Sítio de Atibaia, o filme “Lula, o filho do Brasil”, ajuda financeira ao irmão, sobrinho etc.)”, alegaram os advogados de Marcelo Odebrecht em petição entregue a Moro.

“Os e-mails mostram também a influência que Lula tinha – e a interlocução de diversos temas por seu intermédio – mesmo após ter deixado a Presidência da República”, completa a defesa.

Na semana passada, Marcelo Odebrecht já havia entregue ao juiz de Curitiba uma série de e-mails relacionados a outra ação penal envolvendo o ex-presidente: o que trata sobre a compra de um terreno para o Instituto Lula na zona sul de São Paulo e o aluguel de um apartamento em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista.

O processo da Lava Jato que apura suposta vantagem indevida destinada a Lula por meio das obras no sítio Santa Bárbara tem ainda outros 12 réus. A lista inclui os empreiteiros Léo Pinheiro (OAS), Emílio Odebrecht e seu filho, Marcelo Bahia Odebrecht, o pecuarista José Carlos Bumlai, o advogado Roberto Teixeira e Fernando Bittar, que é o dono oficial do sítio de Atibaia.

Fonte: Último Segundo

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta