Viaduto da UFMT volta a registrar alagamento

APÓS DRENAGEM

Na semana passada, o governador Pedro Taques acompanhado do secretário de Cidades, Wilson Santos, ambos do PSDB, juntamente com o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), inauguraram o sistema de drenagem da Avenida Fernando Corrêa da Costa, no entorno do Viaduto da UFMT.

A promessa, era de que com obra, executada pelo Governo do Estado em parceria com a UFMT, condutores e pedestres que trafegam pela região não enfrentariam mais alagamentos no entorno do viaduto construído como uma das obras da Copa de 2014.

Objetivo era solucionar os constantes problemas de alagamentos ocorridos na região durante os períodos de fortes chuvas. Mas na prática não foi bem isso que aconteceu.

Nesta segunda-feira (26) as imediações do Viaduto da UFMT voltaram a registrar pontos de alamentamentos. Vídeos que mostram parte da Av. Fernando Corrêa alagada estão circulando pelo WhatsApp.

De acordo com o secretário de Cidades, Wilson Santos, a obra estava orçada em R$ 5,8 milhões e prazo de 180 dias, mas segundo ele, foi executada em 90 dias e custou R$ 3,2 milhões. No dia da inauguração, o tucano comemorou a agilidade e economia de 45% em recursos e de 50%  no tempo. Resta agora saber quais serão as explicações para o novo alagamento registrado no local.

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta